Praça lisboeta segue Europa e abre no ‘verde’

Sonae, Mota-Engil ou REN são algumas das cotadas que contrariam o sentimento otimista.

Athar Hussain/Reuters

A bolsa de Lisboa abriu a sessão desta quarta-feira, 19 de setembro, em terreno positivo (+0,22%, para 5.373,17 pontos). O PSI 20 acompanha o sentimento positivo da maioria das suas congéneres europeias, numa altura que as duas Coreias deram mais um passo na aproximação.

“O PSI 20 deverá abrir em alta ligeira, suportado pelos seus pares europeus. A Sonae SGPS, S.A. anunciou hoje, em comunicado oficial à CMVM, a sua intenção de proceder ao lançamento de oferta inicial e admissão à negociação do seu negócio de retalho alimentar, Sonae MC. É expectável que este IPO ocorra durante o quarto trimestre de 2018, sujeito  às aprovações necessárias e a condições de mercado favoráveis”, salientam os analistas do BPI.

A ‘verde’ estão os títulos de empresas como a Navigator (+0,70%), da Altri (+0,24%), dos CTT (+0,47%), do BCP (+0,48%), da Galp Energia (+0,09%) ou da Jerónimo Martins (+0,04%).

Após dar novidades sobre a IPO do retalho alimentar, a Sonae contraria e abre no ‘vermelho’, com uma desvalorização de 0,26%, para 0,9495 euros. A cair arrancou também a Mota-Engil (-0,23%), e a REN (-0,16%).

Recomendadas

Moody’s sobe ‘rating’ da Brisa

O novo outlook está relacionado com o rating do país, que se reflete diretamente no desempenho da concessionária em termos de notações.

Bolsa portuguesa abre sessão a perder, influenciada pela queda superior a 4% da Sonae

O PSI 20 abriu esta terça-feira a perder 0,06%, para 4.993,66 pontos.

Wall Street fecha negativo com a Apple a penalizar as tecnológicas

Os títulos da dona do iPhone reagiram negativamente à previsão do Goldman Sachs de que há múltiplos sinais de rápido abrandamento na procura dos consumidores na China, o que poderá afetar as vendas do smartphone.
Comentários