Preocupações diminuem e otimismo regressa a Wall Street

As principais bolsas norte-americanas iniciaram a sessão com ganhos, o dólar valoriza face ao euro e os preços do petróleo continuam em máximos desde dezembro de 2014.

Brendan McDermid / Reuters

Os receios que pairavam nos mercados norte-americanos esta quarta-feira parecem ter diminuído e o entusiasmo regressou a Wall Street. As principais bolsas norte-americanas abriram com ganhos, o dólar valoriza face ao euro e os preços do petróleo sobem.

“Está de volta um sentimento positivo generalizado”, afirmou o economista chefe da Raymond James, Scott Brow, à agência Reuters, sinalizando que o foco está novamente na época de resultados empresariais.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones avança 0,21% para 25.442,20 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganha 0,22% para 2.754,21 pontos e o tecnológico Nasdaq sobe 0,22% para 7.169,20 pontos.

Uma das principais nuvens a ensombrar as bolsas foram as notícias de que autoridades canadianas estarão cada vez mais convencidas de que o presidente dos EUA, Donald Trump, irá anunciar a saída do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), que está a ser renegociado por representantes dos EUA, do Canadá e do México.

“É muito disruptivo. Assistimos a várias empresas preocupadas com a cadeia de distribuição no futuro e várias já tentaram assegurar alternativas se o Presidente decidir sair da NAFTA, mas o mercado está a para já a tentar lidar com isso”, acrescentou Brown.

No mercado cambial, o dólar aprecia-se face à divisa europeia (0,73% para 0,830 euros). Já contra as pares britânica e japonesa, o moeda norte-americana desvaloriza 0,14% para 0,739 libras e 0,01% para 111,430 ienes.

Também no mercado de obrigações, o sentimento negativo parece ter aliviado. As yields das Treasuries a 10 anos avançam para 2,55%, depois de na quarta-feira terem tocado máximos de 10 meses, uma subida causada pela especulação que a China diminua a compra de obrigações dos EUA.

Ler mais
Relacionadas

Wall Street fecha com Dow Jones na linha de água e com petróleo a escalar

Nafta e China nas razões para a queda da bolsa de Nova Iorque. Os investidores ainda aguardam o início da temporada de resultados do quarto trimestre nos EUA.

Fed deu lucro de 80 mil milhões de dólares ao Tesouro americano

Valor representa uma quebra de 12,3% face ao registado em 2016. que se deve, em parte, aos juros associadas a saldos de reservas detidos pelas instituições de depósito.

Galp e CTT ajudam PSI 20 a transacionar com ganhos ligeiros

O euro sobe face ao dólar, depois de ter sido divulgada a ata da reunião do Banco Central Europeu (BCE), onde se espera “uma mudança da abordagem política dos estímulos financeiros aos países da zona euro”, afirma Paulo Rosa, trader da Gobulling – Banco Carregosa.
Recomendadas

PremiumEmissão de dívida em moeda chinesa avança até junho

Portugal prepara-se para colocar 377 milhões de euros em Obrigações em renminbi para alargar a base de investidores. A data exata irá depender das condições de mercado, do apetite dos investidores e das necessidades de financiamento do país.

PremiumEmília Vieira: “Ricos ficam mais ricos porque preferem ações em vez de imobiliário”

A Casa de Investimentos vai lançar o “Livro do Investimento em Valor”, em parceria com o Jornal Económico. Em entrevista, a CEO Emília Vieira explica esta aposta.

Plataforma europeia de aconselhamento ao investimento chega a Portugal

“Estamos a reforçar a nossa colaboração com a IFD, a fim de garantir que os investimentos efetuados em Portugal beneficiam dos conhecimentos especializados, do aconselhamento e do apoio do BEI, através da Plataforma de Aconselhamento”, disse Emma Navarro, vice-presidente do Banco Europeu de Investimento.
Comentários