Presidência da República confirma presença de Marcelo na posse de Jair Bolsonaro

A Presidência da República confirmou hoje que o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, estará presente na posse de Jair Bolsonaro como Presidente do Brasil, no dia 01 de janeiro, em Brasília.

“Na sequência do convite da República Federativa do Brasil, o Presidente da República representará Portugal em Brasília, no dia 01 de janeiro de 2019, na cerimónia de tomada de posse do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro”, lê-se numa nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.

Marcelo Rebelo de Sousa tinha anunciado no dia 30 de novembro que em princípio iria à posse de Jair Bolsonaro, durante uma visita ao Bazar Diplomático, no Centro de Congressos de Lisboa.

“Em princípio, vou à posse”, afirmou, na altura, em conversa com o embaixador do Brasil em Portugal, Luiz Alberto Figueiredo Machada.

No dia 29 de outubro, um dia após a eleição de Jair Bolsonaro, o chefe de Estado português defendeu que Portugal e o Brasil “têm de se dar bem” e disse esperar “um trabalho em conjunto a nível de chefes de Estado” durante o mandato do novo Presidente brasileiro.

O candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, de 63 anos, capitão do Exército brasileiro na reforma, filiado no Partido Social Liberal (PSL), foi eleito o 38.º Presidente da República Federativa do Brasil, com 55,1% dos votos, na segunda volta das eleições presidenciais brasileiras, no dia 28 de outubro.

O seu adversário, Fernando Haddad, candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), obteve 44,9% dos votos, e a abstenção registada foi de 21,3%, num universo de cerca de 147,3 milhões de eleitores inscritos, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral do Brasil.

Ler mais
Recomendadas

Venezuela: Oposição diz que Maduro já enviou tanques para fronteira com o Brasil

Deputado da oposição na Assembleia Nacional da Venezuela Americo de Grazia partilhou na rede social Twitter uma publicação com fotografias de Santa Elena de Uiarén.

Venezuela: Maduro manda fechar fronteira com Brasil

Presidente da Venezuela estará ainda a ponderar fechar também a fronteira com a Colômbia. Uma parte da ajuda humanitária que os Estados Unidos querem fazer chegar aos venezuelanos encontra-se armazenada em Cúcuta, na fronteira da Colômbia com a Venezuela.

Ministério Público de Cabo Verde investiga 80 casos de possíveis casamentos por conveniência

Óscar Tavares confirmou que há denúncias sobre cabo-verdianos que têm casado com cidadãos de nacionalidade europeia para obtenção de vistos, que, em outubro passado, recebeu 73 participações do Centro Comum de Visto para investigar.
Comentários