Presidente da Junta de Santo António exige reposição da loja dos CTT

A intenção do autarca é ter uma loja com todas as valências necessárias de forma a garantir aquilo que é o compromisso entre a empresa e o Governo da República.

O presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Rui Santos, esteve na passada quinta-feira na assembleia da república, a convite do deputado do PSD, Paulo Neves, onde teve a oportunidade de falar com todas as bancadas parlamentares. O autarca alertou para o incumprimento dos CTT do contrato de concessão assinado com a República exigindo também a reposição da loja encerrada na freguesia.

“A Junta exige que seja reposta uma Loja CTT, numa zona a definir pela empresa, com todas as valências necessárias de forma a garantir aquilo que é o compromisso entre a empresa e o Governo da República na realização do serviço público obrigatório”, disse Rui Santos.

Rui Santos explicou que as lojas dos CTT que continuam a funcionar em Santo António “não possuem todas as valências” tendo em conta “as necessidades da população” e que isso “tem causado transtorno”.

Já o deputado do PSD, Paulo Neves, afirmou que “aquilo que se passa em Santo António não é aceitável” e que o partido está “contra as empresas que funcionam mal” mencionando que “os CTT têm uma responsabilidade de serviço público que não pode ser esquecida”, realçou.

Recomendadas

Uaucacau planeia chegar a Lisboa ou Porto até final do ano

A empresa produz chocolates artesanais, com sabores típicos da Madeira, que são obtidos através de produtores regionais.

Estado quer canalizar receita dos impostos do tabaco e das bebidas açucaradas das regiões autónomas para o SNS

A proposta de OE2019 prevê uma alteração ao atual artigo do Código dos Impostos Especiais de Consumo no que se refere ao Artigo 105.º (Taxas nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira), aumentando o imposto sobre o tabaco produzido nestas regiões. As receitas serão canalizadas para o SNS. Assim como as das bebidas açucaradas.

‘Bioplatform’: plataforma de agricultura biológica quer chegar ao mercado ibérico

O Bioplatform é uma plataforma comercial quer quer servir como pólo agregador na área da agricultura biológica.
Comentários