Presidente da RTP diz que momento de eventuais ajustes “ainda não chegou”

“Eventuais ajustes em direções, de conteúdos e não só”, serão “sempre tratadas com toda a ponderação, no devido momento, que ainda não chegou, e cumprindo os procedimentos adequados”, disse Gonçalo Reis, à agência Lusa.

O presidente da RTP disse esta quinta-feira à Lusa que “eventuais ajustes em direções, de conteúdos e não só”, serão “sempre tratadas com toda a ponderação, no devido momento, que ainda não chegou, e cumprindo os procedimentos adequados”.

A Comissão de Trabalhadores (CT) da RTP exigiu hoje à administração “um imediato e cabal esclarecimento público” sobre as notícias que dão conta da eventual exoneração do diretor de informação da televisão, Paulo Dentinho.

Questionado sobre o tema pela Lusa, o presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis, afirmou: “Cada coisa a seu tempo, estamos a finalizar a constituição da administração, estamos a ultimar o Projeto Estratégico que responde aos desafios colocados pelo CGI [Conselho Geral Independente], para a equipa de gestão completa iniciar o mandato 2018-20”.

O gestor sublinhou que “eventuais ajustes em direções, de conteúdos e não só, consideradas relevantes para a concretização de uma nova ambição para a RTP, serão sempre tratadas com toda a ponderação, no devido momento, que ainda não chegou, e cumprindo os procedimentos adequados”.

Sobre os nomes que se falam para as direções da televisão, Gonçalo Reis escusou-se a fazer comentários.

“Obviamente não comento as hipóteses que circulam, mas registo que não é inédito haver expectativa acerca de funções relevantes”, afirmou.

“O ponto fundamental é que cada área da empresa atue numa lógica de qualidade e diferenciação e que a RTP consiga aproveitar da melhor forma todas as capacidades dos seus profissionais, reunindo com espírito aberto o melhor talento nacional no setor dos media”, disse, acrescentando que “essa é a tradição da RTP e vai continuar: grandes equipas para grandes desafios”.

No comunicado da CT, a que a Lusa teve hoje acesso, o órgão sublinhava que “as notícias sobre a destituição do diretor de informação da televisão, sem o seu conhecimento, através de uma notícia de jornal, carecem de um imediato e cabal esclarecimento público por parte da supervisão, tutela da RTP e principalmente por parte do senhor presidente da administração”, Gonçalo Reis.

Questionado na quinta-feira no parlamento pelo deputado Jorge Campos, do Bloco de Esquerda, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, disse que “não se confirma a demissão do diretor da RTP”.

A informação, da saída de Paulo Dentinho da direção de informação da RTP, “é falsa e não se confirma”, afirmou o ministro.

Ler mais
Relacionadas

RTP. Comissão de Trabalhadores exige esclarecimentos sobre diretor de informação da televisão

Até ao momento, a administração da RTP ainda não se pronunciou sobre uma eventual exoneração de Paulo Dentinho, diretor de informação da televisão.

Eurovisão: sindicato acusa RTP de “más e antiquadas práticas laborais”

Número de voluntários pretendidos, cerca de 300, pode constituir um atropelo às leis sobre preenchimento de vagas temporárias.
Recomendadas

Concluído um de cinco interrogatórios por viciação de contratos no Turismo do Norte

Os cinco arguidos foram detidos na quinta-feira pela Polícia Judiciária (PJ), no âmbito da denominada operação “Éter”, que incluiu ainda buscas em entidades públicas e sedes de empresas.

Fidelidade regista maior número de participação de sempre após tempestade Leslie

A seguradora criou uma unidade operacional móvel com o objetivo de “quantificar e avaliar os prejuízos sofridos com a maior rapidez e proximidade possível junto da população afetada, agilizando melhor os processos de indemnização”.

Augusto Santos Silva: “Haverá condições para o Presidente da República visitar a China em breve”

O Ministro anunciou cinco projetos ao nível da cooperação Portugal – Macau e a criação de um Fundo de apoio a projetos comunitários de ciência e tecnologia.
Comentários