Presidente dos Estados Unidos goza de “excelente saúde”

Donald Trump, de 71 anos, goza de “excelente saúde, informou na sexta-feira a Casa Branca, citando o médico que supervisionou o primeiro exame desde que chegou ao poder, há cerca de um ano.

Jim Lo Scalzo/REUTERS

“A visita médica de hoje do Presidente ao hospital militar nacional de Walter Reed decorreu extremamente bem. O Presidente está em excelente saúde”, declarou esta sexta-feira o médico Ronny Jackson, que anteriormente estava encarregado do predecessor democrata Barack Obama desde 2013.

Jackson deverá dar pormenores sobre o exame médico na terça-feira, mas estes deverão limitar-se ao peso, à tensão arterial e à taxa de colesterol.

Apesar dos detratores se interrogarem abertamente sobre a saúde mental, hoje não estava previsto qualquer exame psiquiátrico ao Presidente norte-americano, que recentemente se considerou um “génio estável”.

O presidente dos Estados Unidos não tem qualquer obrigação de se submeter a um exame médico nem de tornar público os resultados do mesmo, mas esta prática tornou-se uma tradição.

Trump, o mais velho da história norte-americana a aceder à presidência dos Estados Unidos, segue assim os passos dos seus predecessores.

Durante a campanha, o médico pessoal, Harold Bornstein, assegurou que Donald Trump seria “o individuo mais saudável alguma vez eleito para a presidência”.

Ler mais
Recomendadas

Riqueza global continua a aumentar, com destaque para Estados Unidos e China

Os Estados Unidos continuam a liderar a listas da criação planetária de riqueza, mas a China, num confortável segundo lugar, está cada vez mais próxima.

Reino Unido admite período de transição mais longo após-Brexit

“Uma ideia que surgiu – e neste momento é uma ideia – foi criar uma opção para estender o período de implementação por alguns meses. Seria apenas uma questão de uns meses”, afirmou a governante aos jornalistas presentes na cimeira de líderes europeus, que está a decorrer em Bruxelas.

Polícia turca termina buscas à residência do cônsul saudita em Istambul

A autorização de Riade para que pudessem ser efetuadas buscas na residência do diplomata só foi emitida na noite de terça-feira.
Comentários