Presidente marca eleições legislativas para 6 de outubro

As eleições para a Assembleia Regional da Madeira realizam-se duas semanas antes, a 22 de setembro.

José Sena Goulão/Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou esta sexta-feira que as eleições legislativas de 2019 serão a 6 de outubro e que as eleições para a Assembleia Regional da Madeira se realizam duas semanas antes, a 22 de setembro. Numa nota divulgada no site oficial da Presidência da República, o chefe de Estado português refere que “na sequência da audição dos partidos políticos representados na Assembleia da República, o Presidente da República definiu o dia 6 de outubro de 2019 para a realização das Eleições Legislativas”.

“Depois de ter também ouvido os partidos políticos representados na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, o Presidente da República escolheu o dia 22 de setembro de 2019 para a realização das Eleições Legislativas Regionais. Como já se sabe, as Eleições para o Parlamento Europeu terão lugar a 26 de maio de 2019. Os Decretos presidenciais fixando as datas destas eleições serão publicados oportunamente no ano que vem”, explica o Presidente da República.

O Presidente da República, a quem compete definir a data das eleições de acordo com a Constituição, antecipou-se em relação às suas próprias previsões. No final de julho, Marcelo Rebelo de Sousa tinha dito que queria ouvir os partidos políticos com assento parlamentar sobre a data das idas às urnas só no início do próximo ano. “Não é ainda o tempo. Darei no começo do ano que vem, para ouvi-los sobre a data das eleições para a Assembleia da República (…). Fica para o primeiro trimestre do ano que vem”, afirmou o chefe de Estado à sessão solene na Reitoria da Universidade de Lisboa.

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/sondagens-a-um-ano-das-legislativas-exemplos-de-mudanca-e-de-estabilidade-363420

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/orcamento-eleitoralista-a-tentacao-a-que-costa-vai-tentar-resistir-2-362435

Recomendadas

Greve dos enfermeiros: PGR assume como “gralha” alteração de data de parecer

A Procuradoria-Geral da República (PGR) assumiu hoje como “uma gralha” a alteração da data de publicação em Diário da República do primeiro parecer sobre a “greve cirúrgica” dos enfermeiros, atrasando em 81 dias aquela data.

Marcelo apelou a convergências na saúde ultrapassando posições estanques

Presidente da República disse ser importante procurar as convergências para ultrapassar “posições estanques”, que “são cruciais num determinado momento, e depois se chega à conclusão de que não têm importância nenhuma no fluir da história”.

Conselho de Ministros aprova medidas para precaver “Hard Brexit”

Governo decidiu criar uma linha específica de apoio para as empresas nacionais com exposição ao Brexit, no montante global de 50 milhões de euros.
Comentários