Primeiro-ministro quer Cabo Verde como plataforma tecnológica de referência em África

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, defende que Cabo Verde tem todas as condições para se afirmar como uma plataforma tecnológica de referência em África. No sábado, 21, haverá o primeiro CV Next, uma iniciativa de promoção de inovação, da tecnologia e da ciência, e que vai reunir individualidades estrangeiras e cabo-verdianas residentes na diáspora sobre os avanços tecnológicos.

Ler mais

O chefe do Governo falava aos jornalistas durante uma visita realizada no quadro da promoção do encontro nacional de Ciência Tecnologia e Inovação denominado “CV Next”, à empresa cabo-verdiana de produção de videogames e aplicativos digitais, Bonako.

O CV Next, marcado para o próximo sábado, 21, é uma iniciativa de promoção de inovação, da tecnologia e da ciência, um espaço que vai reunir individualidades estrangeiras e cabo-verdianas residentes e da diáspora para uma partilha de experiência a nível de desenvolvimento de aplicações.

A ideia é mostrar e divulgar aquilo que se faz de bom hoje em Cabo Verde na área da inovação, da tecnologia e da internet, e, neste particular, Ulisses Correia e Silva realçou o trabalho que a Bonako, empresa cabo-verdiana criada em 2013, tem estado a desenvolver.

“A Bonako representa um pouco daquilo que precisamos para o Cabo Verde do presente e do futuro, aproveitando talentos, capacidade e competência de jovens que estão a produzir coisas muito interessantes, utilitárias com valor de mercado e também com capacidade para exportar”, disse.

“Portanto Cabo Verde tem aqui uma grande oportunidade de se afirmar como plataforma tecnológica de referência em África. Creio que Bonako acaba por espelhar também um bocado isso – há o espírito de inovação com qualidade”, acrescentou o governante.

CV Next está a ser promovido pelo Governo com o objectivo de criar uma plataforma digital de conexão única e com capacidade intelectual e criativa.

O evento foi lançado no início do mês de Abril e pretende-se que seja uma marca que pretende projectar Cabo Verde para o Futuro e apontar qual será o caminho a seguir para a inovação mostrando aquilo que os cabo-verdianos fazem de inovador a nível nacional e na diáspora.

Segundo o secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, a ideia é que o evento aconteça anualmente e possa atrair pessoas de todo o mundo e de todas as indústrias, e sirva para apoiar e fortalecer o ecossistema de inovação e conectar as pessoas a partir de Cabo Verde e no exterior.

Na quarta feira, 18, Ulisses Correia e Silva estará a visitar outras empresas do ramo que têm contribuído para a promoção da inovação e tecnologia no país.

Recomendadas

Armador PCI implementa nova rota comercial em Cabo Verde

A PCI operará um navio com capacidade de transporte de 887 Teus nominais, com uma frequência de 14 dias, realizando ligações entre Algeciras e Tanger Med com destino a Cabo Verde, em 4 dias.

Cabo Verde está entre os três únicos países de África com melhoria na governança

O Relatório do Banco Mundial aponta que Cabo Verde está entre os três únicos países de África com melhoria na governança.

Governo confirma Icelandair como parceira na privatização da Cabo Verde Airlines

As duas partes vão agora iniciar negociações para a aquisição de até 51 por cento do capital da companhia aérea cabo-verdiana.
Comentários