Prioridade da bicicleta como meio de transporte vai ser inscrita na Constituição da Suíça

Três em cada quatro eleitores suíços aprovaram em referendo a introdução de um novo princípio constitucional: a prioridade da bicicleta como meio de transporte, mediante políticas públicas focadas nesse objetivo e melhoria das infra-estruturas.

A prioridade da bicicleta como meio de transporte vai ser consagrada na Constituição Federal da Suíça. Em referendo efetuado ontem, cerca de 74% dos votantes aprovaram a introdução desse novo princípio constitucional, traduzido em políticas públicas focadas na promoção da mobilidade através de bicicleta e na melhoria das respetivas infra-estruturas.

A participação eleitoral não foi elevada, tendo votado apenas 37,1% dos eleitores registados, mas os 26 cantões da Confederação Suíça aprovaram a iniciativa. A bicicleta já era um meio de transporte comum na Suíça, mas a partir de agora as autoridades vão ter que aumentar a segurança nas ciclovias e fomentar o crescimento da utilização de bicicletas.

A ministra dos Transportes da Suíça, Doris Leuthard, expressou a sua satisfação pelo resultado do referendo. Leuthard salientou que o incremento da utilização de bicicletas possibilitará uma menor circulação de automóveis, comboios e autocarros, reduzindo assim a emissão de gases com efeito de estufa.

Vários órgãos de comunicação social suíços compararam este referendo a um outro realizado em 1979, através do qual se aprovou a consagração das caminhadas na Constituição. A partir de então foram alocados os recursos necessários para a limpeza de estradas e caminhos nas montanhas, de forma a promover a atividade de caminhada, muito apreciada pelos suíços.

Recomendadas

Sete deputados abandonam Partido Trabalhista britânico

Chuka Umunna, Luciana Berger, Chris Leslie, Angela Smith, Mike Gapes, Gavin Shuker e Ann Coffey vão passar a ser considerados como deputados independentes.

Kim Jong-un visita Vietname antes da cimeira com Donald Trump

O líder norte-coreano deverá reunir-se a 25 de fevereiro com o presidente do Vietname e secretário-geral do Partido Comunista, Nguyen Phu Trong, no palácio presidencial de Hanói. A realizar-se, será a primeira visita de Estado da Coreia do Norte ao Vietname desde a reunificação do país, em 1975.

Japão elogia “bravura” de Trump mas não confirma indicação ao Nobel da Paz

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, elogiou esta segunda-feira a “bravura” do Presidente norte-americano, Donald Trump, no diálogo com a Coreia do Norte, mas escusou-se a confirmar se o havia indicado ao Prémio Nobel da Paz.
Comentários