Prioridade da bicicleta como meio de transporte vai ser inscrita na Constituição da Suíça

Três em cada quatro eleitores suíços aprovaram em referendo a introdução de um novo princípio constitucional: a prioridade da bicicleta como meio de transporte, mediante políticas públicas focadas nesse objetivo e melhoria das infra-estruturas.

A prioridade da bicicleta como meio de transporte vai ser consagrada na Constituição Federal da Suíça. Em referendo efetuado ontem, cerca de 74% dos votantes aprovaram a introdução desse novo princípio constitucional, traduzido em políticas públicas focadas na promoção da mobilidade através de bicicleta e na melhoria das respetivas infra-estruturas.

A participação eleitoral não foi elevada, tendo votado apenas 37,1% dos eleitores registados, mas os 26 cantões da Confederação Suíça aprovaram a iniciativa. A bicicleta já era um meio de transporte comum na Suíça, mas a partir de agora as autoridades vão ter que aumentar a segurança nas ciclovias e fomentar o crescimento da utilização de bicicletas.

A ministra dos Transportes da Suíça, Doris Leuthard, expressou a sua satisfação pelo resultado do referendo. Leuthard salientou que o incremento da utilização de bicicletas possibilitará uma menor circulação de automóveis, comboios e autocarros, reduzindo assim a emissão de gases com efeito de estufa.

Vários órgãos de comunicação social suíços compararam este referendo a um outro realizado em 1979, através do qual se aprovou a consagração das caminhadas na Constituição. A partir de então foram alocados os recursos necessários para a limpeza de estradas e caminhos nas montanhas, de forma a promover a atividade de caminhada, muito apreciada pelos suíços.

Recomendadas

Comunidade Económica da África Ocidental quer moeda única em 2020

Os 15 países da CEDEAO reafirmaram esta segunda-feira, em Abidjan, o objetivo de lançar uma moeda única em 2020, apesar dos “desafios” deste projeto pensado há 30 anos.

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.

Morsi, antigo presidente do Egito, morre em tribunal

O antigo presidente do Egipto Mohammed Morsi, acusado de espionagem, morreu em tribunal, avança a televisão pública egípcia.
Comentários