Prisa prepara abertura de negociações formais com Altice para venda da TVI

A Prisa pretende vender vários ativos para reduzir a sua elevada dívida bancária, um dos quais é a Media Capital, a dona da TVI, a estação líder de televisão da Portugal.

Ler mais

O conselho de administração da Prisa deverá apresentar hoje aos seus acionistas, reunidos em assembleia-geral, um pedido de autorização para abrir negociações com entidades interessadas na compra de alguns dos seus ativos, como a Media Capital, que despertou o interesse da Altice, confirmou o Jornal Económico junto de fonte do setor financeiro espanhol.

Tendo ‘OK’ dos acionistas, deverá ter início um período de negociações formais com a Altice e com outros interessados na compra dos ativos da Prisa, referiu a mesma fonte.

 

A Prisa pretende vender vários ativos para reduzir a sua elevada dívida bancária, um dos quais é a Media Capital, a dona da TVI, a estação líder de televisão da Portugal. O tema da venda de ativos não consta da ordem de trabalhos de trabalhos da assembleia da Prisa, que teve início às 12:30 (hora local), em Madrid, mas os regulamentos permitem que qualquer acionista possa pedir a introdução de um novo ponto na agenda.

A francesa Altice, dona da PT Portugal, informou este domingo que iniciou contactos exploratório para comprar a Media Capital, que controla a TVI, ao grupo espanhol Prisa.

“Em resposta a uma solicitação dirigida pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Altive NV confirma que iniciou interlocuções exploratórias com a Promotora de Informaciones, S.A.  (Prisa) relativas à potencial aquisição da participação da Prisa na Media Capital SGPS S.A, grupo português do sector dos media, com posições de liderança em televisão, produção audiovisual, rádio, digital, música e entretenimento”, disse a Altice, num comunicado divulgado no site da CMVM pela Media Capital.

Relacionadas

Assumir a responsabilidade

O verdadeiro aproveitamento político não está no facto de alguém questionar a atuação das autoridades nesta tragédia, mas sim em tentar utilizar o sofrimento das vítimas para retirar legitimidade a quem pede que sejam apuradas responsabilidades.

Altice confirma “interlocuções exploratórias” para compra da Media Capital

O interesse é sabido há algum tempo – a dona da Portugal Telecom pensa comprar a dona da TVI – mas a confirmação oficial de uma abordagem foi divulgada este domingo.

Altice e Media Capital já prestaram esclarecimentos à CMVM

Os contatos com os responsáveis de ambas as empresas foram feitos ontem, soube o Jornal Económico. O facto de até agora não ter havido um comunicado ao mercado é revelador de que não foi confirmado à CMVM qualquer facto relevante. O facto de continuarem a sair notícias em Espanha põe agora o centro dos esclarecimentos na Prisa, dona da Media Capital.

Prisa terá contratado Morgan Stanley para vender Media Capital

Na quarta-feira, a Bloomberg informou que a Altice estaria a estudar uma oferta de compra da Media Capital, a empresa dona da TVI.

Bloomberg: Altice avalia proposta de compra da Media Capital

Agência noticiosa cita fontes conhecedoras do processo e afirma que grupo liderado por Patrick Drahi está a estudar a compra da dona da TVI. Em dezembro, o presidente da NOS prometeu “guerra” nos conteúdos caso a Altice comprasse a TVI.
Recomendadas

Floresta diversificada resiste melhor a fogos e secas, revela estudo

Investigadores liderados pelo biólogo William Anderegg, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, concluíram que uma floresta com uma grande variedade de árvores e de características diversas relacionadas com o fluxo da água sofre menos com os períodos de seca.

Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de motores, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

Prozis Tech Maia vai representar investimento superior a 15 milhões de euros

Já está em curso o processo de recrutamento para a entrada imediata de 300 colaboradores, sobretudo nas áreas da programação e dos sistemas informáticos.
Comentários