Processos do Benfica deixam de ser depositados no sistema informático Citius

Em causa estarão constantes ataques informáticos. Na segunda-feira à noite, o caso “e-toupeira”, subequente ao “caso dos emails”, ganhou novos contornos depois do blogue “Mercado de Benfica” ter divulgado informação confidencial de processos referentes ao clube da Luz.

Tiago Petinga/Lusa

De forma a evitar fugas de informação relativas ao Sport Lisboa e Benfica, o processo judicial conhecido por “caso dos emails”, que envolve o clube da Luz, é agora tramitado fora do Citius, plataforma de acesso a informações judiciais para cidadãos, empresas e profissionais de justiça, noticia o “Correio da Manhã” esta terça-feira.

Os magistrados terão jutificado a decisão pela dificuldade de identificar “toupeiras” que entram no sisitema informático da Justiça portuguesa. Os constantes ataques informáticos tambem sustentam a decisão dos magistrados.

A decisão estende-se a diversos magistrados do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e de outras comarcas. O CM refere que já há procuradores e juízes a não colocar peças processuais no Citius, por não confiarem no programa criado para unificar a Justiça nacional.

Na segunda-feira à noite, 12, o caso “e-toupeira”, subequente ao “caso dos emails”, ganhou novos contornos depois de um blogue – “Mercado de Benfica” – ter divulgado informação confidencial.

Tratou-se de um ofício da procuradora Vera Camacho, do DIAP de Lisboa, enviado para o serviço de alojamento de sites “Wodpress”, que pedia a identificação dos IP’s utilizados para alimentar a página. A procuradora argumenta que o blogue “Mercado da Ribeira” divulgou um documento policial protegido por lei.

Relacionadas

Luís Filipe Vieira diz que “acabou a paródia” e pede justiça “célere” e igual para todos

“Quero dizer a todos os benfiquistas que, tanto eu como a minha direção, nunca, mas nunca, manchámos a honra ou dignidade do Benfica. Fomos vítimas de um ataque sem precedentes em Portugal. Violaram-nos toda a nossa privacidade, de anos e anos de uma empresa com dimensão mundial. Infelizmente para nós, nada sucedeu até agora e nada sabemos”, afirmou.

“e-Toupeira”: SL Benfica reforça “integral confiança” em Paulo Gonçalves

Direção do clube e o conselho de administração da SAD comunicaram “aos seus sócios, adeptos, parceiros e colaboradores” já ter reunido com o departamento jurídico, e posteriormente com os advogados do SL Benfica. Veredito: integral confiança em Paulo Gonçalves.

“e-Toupeira”: presidente do Benfica terá tido encontro com funcionário da justiça que está preso

José Augusto Silva e Paulo Gonçalves foram detidos a 6 de março, no âmbito da “Operação e-Toupeira”, que investiga suspeitas dos “crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, violação do segredo de justiça, favorecimento pessoal e falsidade informática”, segundo informou a Procuradoria-geral Distrital de Lisboa.

“e-Toupeira”: PJ suspeita de mais duas toupeiras do Benfica no sistema de justiça

O IGFEJ informou quinta-feira que tem cooperado com o Ministério Público e a Polícia Judiciária na investigação do caso “e-Toupeira” e sublinhou que o acesso ao sistema informático Citius é restrito e limitado.
Recomendadas

E-toupeira: novos emails divulgados indiciam ofertas a árbitros

“Correio da Manhã” e “Record” noticiam mensagens publicadas no blog intitulado “Mercado de Benfica” indiciam a existência de ofertas a árbitros, que incluem prostituição e o pagamento de contas de hotel, assim como registam a existência de uma relação estreita entre o Benfica e as suas claques.

Lucros do Benfica caem 53,7% para 20,5 milhões

O clube encarnado anunciou à CMVM lucros de 20,58 milhões de euros no exercício de 2017/2018, o que corresponde a uma queda de 53,7% face aos 44,53 milhões na época passada.

PremiumTransferências milionárias são um problema no futebol? FIFA prepara uma revolução

De acordo com um relatório da FIFA, encomendado por Gianni Infantino, o presidente do organismo máximo do futebol internacional pretende introduzir alterações no mercado de transferências. Entre os vários problemas, a especulação é a grande visada. Para já, é de esperar um limite aos empréstimos.
Comentários