Procuradora Maria Morgado prepara acusação a Rui Rangel e Luís Filipe Vieira

A ex-procuradora distrital de Lisboa pretende levar a julgamento toda a teia de corrupção e de tráfico de influências da ‘Operação Lex’, avança o Correio da Manhã.

A procuradora Maria José Morgado chegou ao Supremo Tribunal de Justiça com o objetivo de concluir o inquérito da ‘Operação Lex’ e preparar a acusação, segundo o “Correio da Manhã” (CM).

A ex-procuradora distrital de Lisboa pretende levar a julgamento toda a teia de corrupção e de tráfico de influências, de acordo com a notícia avançada pelo CM na edição desta terça-feira, 12 de fevereiro.

Em causa neste processo estão suspeitas de favores judiciais a empresários. Até há pouco tempo, quem tinha o caso em mãos era Albano Morais Pinto, atual diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, foi alvo de buscas e é arguido devido a alegadamente ter traficado influências com o juiz desembargador para resolver um problema fiscal pendente no Tribunal de Sintra, lembra ainda o CM.

Relacionadas

“Não terei um julgamento justo em Portugal”, diz hacker Rui Pinto

Rui Pinto que se encontra em prisão domiciliária na cidade de Budapeste, na Hungria, deu uma entrevista à revista alemã Der Spiegel, ao Mediapart e ao canal público alemão NRD.

Caso dos e-mails vai a julgamento: FC Porto também pede indemnização de 17,7 milhões ao Benfica

Tribunal decidiu nesta sexta-feira, 11 de janeiro, que processo sobre a divulgação dos emails movido pelo Benfica contra o FC Porto vai para julgamento por falta de acordo. Encarnados exigem indemnização de 17,7 milhões de euros por danos de imagem. FC Porto contra-atacou e exige igual montante ao clube das águias.
Recomendadas

Sporting: “Exigências financeiras” de Bas Dost estão a impedir saída para o Eintracht Frankfurt

O clube de Alvalade diz que “já alcançou um princípio de acordo” com os alemães e que o jogador já informou o técnico Marcel Keizer que queria deixar os ‘leões’.

PremiumTáticas para contratar: da desestabilização ao custo zero

Não deveria valer tudo para contratar mas existem clubes especialistas em manobras de aquisição dos melhores talentos. Curiosamente, ou não, esses emblemas são campeões crónicos nas suas Ligas.

“No hóquei em patins, somos como a irredutível aldeia dos gauleses”

Luís Sénica, antigo selecionador nacional de hóquei em patins e presidente da Federação de Patinagem de Portugal, realçou ao Jogo Económico a resiliência da modalidade ao longo dos anos. “Somos como a irredutível aldeia dos gauleses”, realçou o líder federativo.
Comentários