Procuradora Maria Morgado prepara acusação a Rui Rangel e Luís Filipe Vieira

A ex-procuradora distrital de Lisboa pretende levar a julgamento toda a teia de corrupção e de tráfico de influências da ‘Operação Lex’, avança o Correio da Manhã.

A procuradora Maria José Morgado chegou ao Supremo Tribunal de Justiça com o objetivo de concluir o inquérito da ‘Operação Lex’ e preparar a acusação, segundo o “Correio da Manhã” (CM).

A ex-procuradora distrital de Lisboa pretende levar a julgamento toda a teia de corrupção e de tráfico de influências, de acordo com a notícia avançada pelo CM na edição desta terça-feira, 12 de fevereiro.

Em causa neste processo estão suspeitas de favores judiciais a empresários. Até há pouco tempo, quem tinha o caso em mãos era Albano Morais Pinto, atual diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, foi alvo de buscas e é arguido devido a alegadamente ter traficado influências com o juiz desembargador para resolver um problema fiscal pendente no Tribunal de Sintra, lembra ainda o CM.

Relacionadas

“Não terei um julgamento justo em Portugal”, diz hacker Rui Pinto

Rui Pinto que se encontra em prisão domiciliária na cidade de Budapeste, na Hungria, deu uma entrevista à revista alemã Der Spiegel, ao Mediapart e ao canal público alemão NRD.

Caso dos e-mails vai a julgamento: FC Porto também pede indemnização de 17,7 milhões ao Benfica

Tribunal decidiu nesta sexta-feira, 11 de janeiro, que processo sobre a divulgação dos emails movido pelo Benfica contra o FC Porto vai para julgamento por falta de acordo. Encarnados exigem indemnização de 17,7 milhões de euros por danos de imagem. FC Porto contra-atacou e exige igual montante ao clube das águias.
Recomendadas

Sporting não recorre de decisão do processo e-toupeira

Além do Ministério Público, só António Perdigão da Silva, ex-árbitro e assistente no processo apresentaram recurso da decisão do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).

Futebol alemão tem receita recorde e cria impacto de mais de mil milhões na economia germânica

Na Bundesliga, 17 dos 18 clubes tiveram receitas superiores a 100 milhões de euros. Estudo aponta que as duas ligas profissionais do país geram 55 mil empregos diretos e indiretos.

Hoje há “Jogo Económico”. Existe verdade desportiva na Liga portuguesa de futebol?

Pode a Liga NOS ser um produto vendável e rentável enquanto o ruído do futebol português colocar em causa a verdade desportiva? O jornalista Rui Santos vem esta sexta-feira ao “Jogo Económico” para debater com Luís Miguel Henrique e João Marcelino.
Comentários