Produção automóvel em Portugal cresce 101,5% em setembro

A Europa continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 90,2 por cento – com a Alemanha (21,4%), França (14,6%), Itália (11,9%) e Espanha (10,1%) no topo do ranking.

Portugal produziu em setembro 30.248 veículos automóveis ligeiros e pesados, sendo que, de acordo com os números da ACAP – Associação Automóvel de Portugal e comparando com o período homólogo de 2017, registou-se um crescimento de 101,5%

Os automóveis ligeiros de passageiros foram os que sofreram um maior crescimento ao nível da produção, seguidos dos veículos comerciais ligeiros. Já a produção de veículos pesados registou uma forte queda, tal como já havia sucedido em meses anteriores.

Quanto ao total produzido nos primeiros nove meses de 2018, registou-se um crescimento de 87,3 por cento, correspondendo a 219.792 unidades fabricadas.

De acordo com a ACAP, os números referentes aos primeiros nove meses de 2018 confirmam “a importância que as exportações representam para o sector automóvel já que 97,1 por cento dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, tendo as exportações registado um crescimento acumulado de 111,0% em termos homólogos”.

A Europa continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 90,2 por cento – com a Alemanha (21,4%), França (14,6%), Itália (11,9%) e Espanha (10,1%) no topo do ranking.

Recomendadas

El Mundo: Dono do BPI vai despedir mais de 2 mil trabalhadores em Espanha

Depois de anunciar o fecho de 800 agências em Espanha, o CaixaBank prepara-se para despedir mais de dois mil trabalhadores, avança o El Mundo.

Lucros, salários e pensões deixam de ter dupla tributação em Portugal e Angola

A proposta foi aprovada pelo Parlamento português esta sexta-feira e vai a votos na próxima semana na Assembleia Nacional angolana.

Estatuto de Jovem Empresário Rural prevê benefícios fiscais

Os jovens que conseguirem ter acesso a este estatuto contarão “com a abertura de concursos e/ou de apoios específicos”, com uma “majoração na atribuição de apoios”, a criação de “dotações financeiras específicas” na área do desenvolvimento territorial, destinadas ao apoio ao investimento.
Comentários