Produção na construção abrandou para 3,1% em dezembro

Emprego no setor da construção aumentou 2,0%. A remuneração por pessoa ao serviço também aumentou para 1,7%.

O índice de produção na construção registou uma taxa de variação homóloga de 3,1% no mês de dezembro, em comparação com um aumento de 3,9% em novembro. O valor de dezembro traduz-se em um abrandamento de 0,8 pontos percentuais (p.p.), comparativamente ao mês de novembro.

Os segmentos de construção de edifícios e engenharia civil registaram abrandamentos, respetivamente, de 0,7 p.p. e 0,9 p.p., para taxas de variação homólogcoba de 3,5% e 2,5% pela mesma ordem.

O índice de emprego no setor da construção aumentou, em termos homólogos, 2,0% (2,3% em novembro). Comparativamente com novembro, o índice de emprego apresentou uma taxa de variação de -0,7% (uma variação de -0,5% em dezembro de 2017).

Em dezembro de 2018, o índice das remunerações efetivamente pagas registou uma taxa de variação homóloga de 4,8%, tendo a de novembro sido de 4,2%. Quando comparado com o mês anterior, o índice das remunerações cresceu 1,8% (1,2% no mesmo mês do ano anterior).

Em termos de média anual, a produção, o emprego e as remunerações aumentaram, respetivamente, 3,4%, 2,3% e 4,0% em 2018 (1,9%, 1,8%, e 1,6% no período homólogo).

A remuneração por pessoa ao serviço aumentou 1,7% em 2018 (-0,2% em 2017).

Ler mais
Recomendadas

GEOTA coloca ação em tribunal para impedir construção da barragem do Fridão pela EDP

A ação foi colocada em tribunal a poucos dias de o ministro do Ambiente Matos Fernandes tomar uma decisão sobre a construção da barragem do Fridão pela EDP.

Somague ganha construção de estação do metro de São Paulo

A obra foi adjudicada por um montante de 14,5 milhões de euros (cerca de 62,2 milhões de reais) e terá um prazo de execução de 24 meses.

Grupo BCP desce abaixo dos 5% na Teixeira Duarte

No final de 2017 o Fundo e Pensões do BCP tinha 9,4% da Teixeira Duarte, construtora que é dominada em 50,4% pela TD SGPS.
Comentários