Produção nacional de batata em risco de ser afetada pela traça da Guatemala

“É uma praga devastadora a nível dos tubérculos, nos campos como em armazém. Destrói as culturas quase por inteiro e, por esse motivo, nós estamos muito preocupados porque esta situação poderá levar a efeitos económicos muito graves […]. Uma das nossas principais lutas é que, se a praga entrar [em Portugal], possa haver alguma compensação para os produtores e armazenistas”, disse Sandra Pereira, em declarações à Lusa.

Reuters

A secretária-geral da associação Porbatata disse hoje à Lusa que há risco da produção nacional de batata ser afetada pela traça da Guatemala, provocando “efeitos económicos muito graves” e alertou para a necessidade de apoios económicos.

E prosseguiu: “Esta é uma praga de quarentena. Como o nome indica, a origem é da América Central. Veio para as Canárias e, posteriormente, entrou no norte de Espanha. Existe o risco de chegar a Portugal devido até aos circuitos comerciais”.

De acordo com a responsável, Portugal já tem um plano de contingência para a praga, da responsabilidade da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), que prevê “medidas de contenção e monitorização da praga”, de forma a prevenir a sua chegada a Portugal ou a minimizar os estragos.

“Se a praga entrar em Portugal, deverão ser tomadas medias muito drásticas”, alertou.

No entanto, a secretária-geral da Porbatata referiu que, neste momento, a única medida que pode ser tomada é a prevenção, sublinhando que esta praga confunde-se com a vulgar traça da batata, o que dificulta a identificação por parte dos produtores.

“A DGAV e o Ministério da Agricultura estão a fazer a monitorização e têm colocado armadilhas nas zonas de possível entrada do inseto. É o que pode ser feito neste momento”, sublinhou.

Ler mais
Recomendadas

“Bolachas Ronaldo”. Café português no Reino Unido envolto em polémica

Relação das bolachas ao alegado caso de violação que envolve, nos Estados Unidos, o futebolista português Cristiano Ronaldo desencadeou uma série de comentários negativos.

OE2019: Ministério da Agricultura com 2.440 milhões em 2019

A proposta de Orçamento do Estado para 2019 contempla um reforço da dotação da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural em 15,8% face ao ano anterior.

Nações Unidas alertam para aumento da fome mundial. Saiba como contrariar o flagelo

No Dia Mundial da Alimentação, a campanha “Fome Zero” lança várias ideias para a combater a fome mundial, numa altura em que 820 milhões de pessoas sofrem de desnutrição crónica, de acordo com as Nações Unidas.
Comentários