Produtora do jogo “Angry Birds” aumentou 160% os lucros operacionais impulsionada pela quarentena

O lucro operacional da Rovio Entertainment subiu dos 5,3 milhões para os 13,8 milhões de euros, um aumento de 160% durante o segundo trimestre.

A Rovio Entertainment, produtora dos jogos para telemóvel, Angry Birds, anunciou um aumento de 160% nos seus lucros operacionais durante o segundo trimestre, impulsionado pela pandemia da Covid-19, uma vez que muitas pessoas em todo o mundo passaram mais tempo em casa, segundo a “Reuters”.

O lucro operacional da empresa subiu dos 5,3 milhões para os 13,8 milhões de euros, enquanto a receita caiu 3,6% para 69,2 milhões de euros devido à menor popularidade dos filmes temáticos da saga Angry Birds, comunicou a empresa finlandesa, que listou pela primeira vez as suas ações em 2017.

Kati Levoranta, presidente executiva da Rovio Entertainment, justifica a subida dos lucros devido ao “forte desempenho dos nossos jogos principais”. Levoranta acrescenta que “o impacto geral da Covid-19, foi visível através de um aumento do número de downloads, utilizadores ativos diários e envolvimento dos jogadores, que atingiu o pico no final de abril”.

Em agosto de 2019, a Rovio lançou uma sequela do filme Angry Birds, mas a receita ficou aquém das expetativas, diminuindo significativamente no segundo trimestre de 2020.

Ainda assim, a Rovio disse que o filme “Angry Birds Movie 2” estava entre os mais assistidos no serviço de streaming Netflix durante a primavera.

Recomendadas

BNI Europa agravou prejuízos para 6,6 milhões de euros até junho

O ativo líquido total era em junho passado de 351,5 milhões de euros, neste caso menos 66,5 milhões de euros face a junho de 2019.

Banco de Portugal obriga financeiras em regime de livre prestação de serviços a reporte

Centenas as instituições estão registadas em Portugal como instituições de crédito da União Europeia em regime de livre prestação de serviços e entidades de moeda eletrónica com sede na Europa em regime de livre prestação de serviços, caso dos bancos digitais N26, Openbank ou Revolut.

Transportes Metropolitanos de Lisboa aprovado pelo Conselho Metropolitano

A Área Metropolitana de Lisboa detém a totalidade da empresa, que vai o património da empresa OTLIS – Operadores de Transportes da Região de Lisboa.
Comentários