Protocolo viabiliza sistema de comunicação entre idosos e PSP

É assinado um protocolo esta terça-feira entre PSP, Instituto de Segurança Social da Madeira, Câmara do Funchal, e Fundação Portugal Telecom, para viabilizar este projeto que foi aprovado no Orçamento Participativo de 2017.

A implementação de um sistema de comunicação que permita um serviço de contacto directo entre idosos e as forças de segurança foi uma das propostas aprovadas pelo Orçamento Participativo de 2017 que a partir desta terça-feira fica mais perto de se tornar realidade.

A ideia do projecto passa por ajudar os idosos, em contexto de isolamento social, a melhorar a sua qualidade de vida e o seu sentimento de segurança através de um sistema de comunicação com as forças de segurança.

Nesta terça-feira este projeto fica mais perto da realidade com a assinatura de um protocolo entre a PSP, o Instituto de Segurança Social da Madeira, a Fundação Portugal Telecom, e a Câmara Municipal do Funchal, que vai viabilizar a proposta apresentada no Orçamento Participativo que previa um sistema de contacto de idosos para as forças de segurança.

Na assinatura do protocolo estarão presentes Isabel Oneto, secretária de estado Adjunta e da Administração Interna, e Graça Fonseca, secretária de estado para a Modernização Administrativa.

O protocolo é assinado no salão nobre do Comando Regional da Madeira.

Recomendadas

Projeto Macaronight chega à Madeira para aproximar ciência da população

Entre os destaques do evento está uma corrida de robots para famílias. O projeto envolve a Madeira, Açores, Gran Canaria e Tenerife e tem financiamento europeu.

Funchal recebe reunião do grupo geopolítico dos 12+

O plano e orçamento, a crise migratório, e a situação da Venezuela, serão alguns dos temas discutidos na reunião da União Interparlamentar (UIP).

Governo da Madeira anuncia apoio para passes de estudantes

O presidente do Governo da Madeira anunciou hoje que vai ser incluída no Orçamento Regional de 2019 uma verba para apoiar os passes de estudantes nos transportes públicos urbanos e interurbanos, que abrangerá “todas as famílias” da região.
Comentários