PS apresenta novas propostas e adia votação da Lei de Bases da Saúde

Por discordar das posições do Bloco de Esquerda e do PCP, em relação às PPP, o PS reformulou a proposta que tinha apresentado anteriormente, e incluiu algumas alterações.

A votação da Lei de Bases da Saúde, que iria decorrer esta terça-feira no Parlamento, foi adiada devido ao facto de o PS ter apresentado duas novas propostas relativamente às parcerias público-privadas (PPP).

A reunião da comissão parlamentar da Saúde que está a decorrer na Assembleia da República deveria ficar marcada por esta votação, caso o PS não introduzisse duas propostas.

Por discordar das posições do Bloco de Esquerda e do PCP, em relação às PPP, o PS reformulou a proposta que tinha apresentado anteriormente, e incluiu algumas alterações.

Após a análise dos novos pressupostos apresentados pelos socialistas, a votação volta à Assembleia da República no próximo dia 18 de junho.

Recomendadas
medina_candidatura_1

Sondagem. Medina com nove pontos de vantagem sobre Moedas

Sondagem feita para a “RTP/Público”, aponta que Medina poderá reeleger entre sete a oito vereadores, a um lugar da maioria absoluta. Já Carlos Moedas poderá eleger entre cinco a seis vereadores.

Conselho de Ministros prepara-se para devolver ‘antigo normal’ aos portugueses esta quinta-feira (com áudio)

A próxima e última fase de desconfinamento prevê que restaurantes, cafés e pastelarias deixem de ter limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas; estabelecimentos e equipamentos deixam também de ter limites de lotação, tal como os espetáculos culturais e eventos como casamentos e batizados. Mas regras só deverão entrar em vigor a 1 de outubro.

“Reabertura das discotecas pode contribuir para fim dos ajuntamentos”, diz presidente da junta do Bairro Alto e Cais do Sodré (com áudio)

“Desde o último desconfinamento que aumentaram bastante os ajuntamentos na freguesia, nomeadamente, na zona do Bairro Alto e na Zona do Cais Sodré. Estes ajuntamentos são muito superiores aos que se verificaram antes do Covid”, conta a autarca Carla Madeira.
Comentários