PS Madeira critica ANAC sobre limites de vento

O deputado do PS Madeira, Jaime Leandro, defendeu que a ANAC faça estudos sobre os limites de vento mas que estes "decorram em tempo útil".

Assembleia Legislativa da Madeira

O PS Madeira deixou crítica à Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) relativamente à sua inacção no dossier limites de vento no Aeroporto da Madeira durante a reunião plenária desta quarta-feira na Assembleia Regional. O deputado socialista, Jaime Leandro, realça que a importância de fazer estudos sobre esta matéria mas que estes devem acontecer em tempo útil.

Jaime Leandro afirmou que alguma coisa tem que ser feita relativamente à operacionalidade do Aeroporto da Madeira. Sobre os limites de vento voltou a reforçar a importância de “manter esses limites” mas retirar o “carácter mandatário”.

“A ANAC já podia ter começado a estudar desde 2000”, aquando da extensão da pista defende Jaime Leandro. O socialista acrescentou que se “façam os estudos” sobre os limites de vento mas que estes “decorram em tempo útil”, criticando a inacção da ANAC sobre este dossier alertando também para as consequências sofridas pela Madeira em termos económicos.

A mesma posição foi evidenciada pelo JPP. Carlos Costa realça que a ANAC deve fazer esses estudos mas com “calma e serenidade”.

Por seu turno o PCP, através de Ricardo Lume, salientou que era necessário que se tomassem “medidas extraordinárias” após períodos de intempérie para existir serviços máximos que dêm resposta às “necessidades dos passageiros”.

A reunião plenária desta quarta-feira discutir um projecto de resolução do PSD sobre limites de vento do Aeroporto da Madeira.