PSD aposta na reabilitação integral do parque habitacional da Madeira

Na habitação o PSD quer ainda um novo programa de apoio à aquisição e arrendamento, que serviria como complemento à oferta de habitação social.

O PSD lembra que a Madeira tem a maior taxa de cobertura de habitação social do país, que se fixa em 4,2% quando a nível nacional se fica pelos 2% e nos Açores em 2,3%. Os sociais democratas querem ainda aposta na reabilitação do parque de habitação da região e também na construção de nova habitação.

O candidato do PSD Madeira às eleições regionais, Pedro Calado, afirmou que o executivo madeirense durante o mandato investiu mais 58 milhões de euros na reabilitação, construção e também em programas de habitação.

O social democrata diz que esta aposta na habitação é para continuar, acrescenta que o PSD quer apostar na reabilitação integral do parque de habitação social, em que se inclui os Bairros de Santo Amaro e das Romeiras, Figueirinhas, no Caniço, Casais D´Além e moradias do Jardim da Serra, da Achada e das Balseiras.

Pedro Calado referiu ainda que vai existir também a construção de novas habitações, lembrando que em 2019 foram construídas 58 novas unidades, e que estão previstas mais 36 habitações no Bairro de São Gonçalo.

Os sociais democratas querem ainda um novo programa de apoio à aquisição e arrendamento de habitação, que servirá como complemento à oferta de habitação social.

Recomendadas

Presidente da Assembleia da Madeira deixa recados a Albuquerque e Costa

O presidente da Assembleia da Madeira apelou a uma normalização das relações entre a Madeira e o Governo Central. “O tempo da confrontação já lá vai, agora é tempo de negociação, que desejo profícuo para o interesse regional e nacional”, defendeu José Manuel Rodrigues.

Câmara do Funchal promove acções de sensibilização para alimentação saudável

O vereador, Bruno Martins, disse que as iniciativas promovidas pelo município visam demonstrar que “existem várias opções e vários regimes, que podem ser seguidos e incentivar as pessoas a realmente mudarem os seus hábitos alimentares”.

Turismo da Madeira perde receita e aumenta custos com pessoal

As receitas do turismo da Madeira caíram 2,5%, em julho, enquanto que os custos com o pessoal aumentaram 6,3%.
Comentários