PSI 20 negoceia no verde contrariando Europa

O principal índice bolsista português soma 0,08%, para 5.113,01 pontos na sessão desta quarta-feira.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,08%, para 5.113,01 pontos, em contraciclo com as principais congéneres europeias nesta quarta-feira, 15 de maio.

Em Lisboa, os títulos dos CTT lideram os ganhos e destacam-se por negociarem sob forma de ex-dividendo (0,10 euros). A empresa cotada, que passa a ser liderada por João Bento a partir do dia 22 de maio, soma 1,49%, para 2,18 euros.

A contribuir para que o PSI 20 se mantenha no verde, estão as valorizações de Corticeira Amorim (1,18%), Pharol (1,15%), Jerónimo Martins (0,59%) e Sonae SGSPS (0,74%).

As atenções da sessão poderão recair sobre a Sonae SGPS, uma vez que a retalhista apresenta resultados relativos ao primeiro trimestre de 2019 após o fecho do mercado. O Caixa BPI Research estima que entre janeiro e março a holding tenha registado um crescimento de 9%, para 1.456 milhões de euros, nas suas receitas face ao período homólogo. O resultado líquido terá crescido 36%, para 27 milhões de euros.

Também a Semapa poderá ter a atenção dos investidores. A papeleira também apresenta resultados trimestrais esta quarta-feira, com o Caixabank BPI Research a prever vendas na ordem dos 554 milhões de euros, valor que representa um crescimento anual de 9%. o EBITDA ter-se-á mantido inalterado face a 2018, em 130 milhões de euros, enquanto o resultado líquido deverá ter decrescido 9%, para 25 milhões de euros.

Em contraciclo, o grupo EDP, Galp travam os ganhos do PSI 20.

[Dados das 8h21]

Ler mais
Recomendadas

Wall Street fecha no ‘vermelho’ com receio de recessão

No dia que antecede a publicação das minutas da reunião de julho da Fed, todos os setores encerraram a sessão em terreno negativo, a começar pelo financeiro.

Valor gerido por fundos de investimento imobiliário cai 26 milhões de euros em julho

A Interfundos (13,1%), a Norfin (10,4%) e a Square AM (10,3%) detinham as quotas de mercado mais elevadas em julho.

Bolsa portuguesa cai em linha com Europa. Itália lidera perdas

A bolsa nacional fechou em queda, acompanhando a tendência das principais praças europeias, num dia marcado pelo agravar da crise política em Itália devido ao facto de o primeiro-ministro ter apresentado a demissão.
Comentários