PSI 20 tomba mais de 6%. Todas as cotadas negoceiam no ‘vermelho’

Praça lisboeta encontra-se a cair 6,47%, para 3.589,14 pontos a meio da manhã desta segunda-feira, seguindo a tendências das suas congéneres europeias.

O principal índice bolsista português, PSI 20, encontra-se a meio da manhã desta segunda-feira, a desvalorizar 6,47%, para 3.589,14 pontos, com todas as cotadas nacionais a negociarem nesta altura em terreno negativo, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.

“A bolsa nacional continuará a depender exclusivamente da evolução da conjuntura internacional”, apontam os analistas do BPI.

A fazer tombar o PSI 20 estão entre as principais cotadas portuguesas está o BCP, que cai 10,42%, para 0,10 euros, a EDP Renováveis, que desce 9,25%, para 9,42 euros e a Altri, que desce 9,48%, para 2,98 euros, depois de na sexta-feira, 13 de março, ter apresentado os resultados relativos ao quarto trimestre de 2019. A empresa informou que “em termos operacionais, o quarto trimestre de 2019 ficou marcado por uma tendência de redução dos preços de venda, quer em dólares, quer em euros”. Os lucros caíram 48%, para 100 milhões de euros, e as vendas atingiram os 171.3 milhões de euros, o que representa um decréscimo de 14.8% face ao mesmo período do ano anterior.

Em terreno negativo encontram-se também a F. Ramada que desce 11,82%, para 3,06 euros, os CTT, que depreciam 9,03%, para 1,75 euros, no dia em que a operadora postal apresenta resultados depois do fecho da sessão bolsista, sendo que segundos os analistas que acompanham a empresa, os CTT poderão apresentar lucros de 32,3 milhões de euros.

A cair está também a Navigator (8,78%), para 1,89 euros, a Sonae Capital, que desce 7,84%, para 0,47 euros e a Ibersol que é neste altura a cotada que mais desvaloriza (13,23%), para 5,38 euros.

As bolsas europeias seguem “em queda expressiva, depois da FED ter feito mais um corte extraordinário nas taxas de juro, desta feita para zero, e anunciado um pacote de estímulos.  Os futuros sobre os principais índices de ações norte-americanos também apontam para uma queda na ordem dos 5% depois de na passada sexta-feira Wall Street ter valorizado cerca de 10%”, refere Ramiro Loureiro, analista de mercados do millenium investment banking.

Na Europa as cotadas continuam a negociar no ‘vermelho’. Na Alemanha, o DAX desce 8,51%, no Reino Unido, o FTSE 100 deprecia 7,09%, o francês CAC 40 desvaloriza 9,91%, o holandês AEX cai 8,28%. Em Espanha, o IBEX35 desvaloriza 10,19% e o italiano FTSE MIB desce 9,09%.

A cotação do barril de Brent desvaloriza 10,52%, com valor de 30,28 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desce 8,03%, para 29,53 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valoriza 0,62%, para 1,11 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.
Comentários