PSI20 fecha semana na linha de água

Entre as 18 cotadas que integram o PSI20, nove negociaram em terreno negativo e nove terreno positivo. Corticeira Amorim liderou quedas, enquanto o BCP registou os maiores ganhos, um dia depois do banco liderado por Miguel Maya ter divulgado resultados até setembro.

O principal índice bolsista português encerrou a última sessão da semana a perder 0,01% para 5.020,43 pontos, com nove cotadas a negociar em terreno positivo e nove a negociar em terreno negativo.

Entre as 18 cotadas que integram o PSI20, a maior queda da sessão foi a Corticeira Amorim, ao perder 2,72% para 9,64 euros. No setor energético, a EDP caiu 2,14% para 3,1100 euros, enquanto a Galp perdeu 1,20% para 14,7750 euros.

A liderar os ganhos esteve o BCP, que avançou 3,80% para 0,26 euros, um dia depois do banco liderado por Miguel Maya ter divulgado resultados até setembro. Também a Pharol ganhou 2,65% para 0,1704 euros.

No resto da Europa, Londres perdeu 0,49%, Paris 0,48% e Londres 0,49%, enquanto Frankfurt avançou 0,02%.

No mercado petrolífero, o brent continua em queda, perdendo 0,89% para 10,02 dólares por barril, enquanto o crude WTI cai 1,07% para 60,02 dólares por barril, em resultado do aumento da produção de petróleo norte-americana e após as sanções ao Irão serem menores do que o esperado pelos analistas. euronext

Recomendadas

Spiros Martinis Spettel será o primeiro CEO da parceria entre EDP e Engie

Mandatos na nova ‘joint venture’ vão durar três anos. No primeiro, é a EDP Renováveis a nomear o CEO, enquanto a Engie escolhe o ‘chairman’ e o COO, enquanto no seguinte será ao contrário.

Alívio na guerra comercial inspira otimismo em Wall Street

A redução das restrições dos Estados Unidos na guerra comercial com a China e para com a Huawei, levaram as empresas que fornecem produtos ao grupo tecnológico a valorizar as suas ações.

Mexia: “Parceria da EDP com a Engie é uma medida natural no mercado”

O CEO da empresa portuguesa falou em Londres, na apresentação da parceria com a energética francesa. A ‘joint venture’ destina-se a criar líder de mercado no energia eólica ‘offshore’ e deve ser estabelecida até ao final do ano.
Comentários