PSP Madeira alerta para burlas e pede a população para desconfiar de contactos que peçam pagamentos

Em causas estão burlas relativas à aquisição de serviços móveis e ainda a aluguer de residência para férias.

A PSP Madeira alertou para burlas efetuadas por via telefónica, informática, em os cidadãos são confrontados a efectuar pagamentos para serviços e aluguer de residência para férias. A força de segurança refere à população para desconfiar de qualquer contacto em que seja convidado a efetuar pagamentos, optando por contactar sempre as operadoras ou empresas com os quais tem contratos.

Na burla, explica a força de segurança, o burlão propõe a compra de equipamento telefónico a “preços muito vantajosos”, e alega uma suposta dívida a serviços contratualizados com a operadora, sinalizando transferências bancárias fictícias para a conta do cidadão pedindo a sua devolução.

A PSP diz ainda que tem recebido denúncias de contactos em que o cidadão é convidado quer por um proprietário, ou responsável de um imóvel, a sinalizar com dinheiro uma habitação para férias no Continente.

Recomendadas

Porto Santo recebe testes para instalação de contadores inteligentes

Os testes vão decorrer até ao final da semana, havendo a expetativas destes contadores serem instalados no início de 2019.

Verbas para promoção da Madeira chegam aos 7,2 milhões de euros

Na sessão plenária de abertura da discussão do Orçamento Regional, Pedro Calado, vice-presidente do Governo Regional, afirmou o turismo como sendo uma das áreas estratégicas para o executivo madeirense.

Oposição pede mais medidas de apoio ao combate à pobreza na Madeira

A oposição pediu que o executivo madeirense devolve-se à população aquilo que pagam a mais, em termos de impostos, tendo em conta o crescimento económico, e que ainda contemplasse um complemento social para os idosos. Em resposta Pedro Calado salientou que no Plano de investimento e Despesas (PIDDAR) estão contemplados mais 104 milhões para investimento global e muito dele na área social.
Comentários