PremiumQuem está por trás dos clubes? Nem a UEFA sabe

Na Europa, 90% dos clubes não publica as suas contas e 77% estão em insolvência ou pré-insolvência. Estudo internacional sobre a propriedade de clubes mostra resultados surpreendentes sobre o fraco escrutínio aos capitais associados ao futebol.

Um estudo global sobre os proprietários dos clubes denunciou a falta de escrutínio sobre os proprietários, os acionistas e investidores dos clubes de futebol e sociedades desportivas à escala mundial. Desenvolvido e elaborado pela Union Internationale des Avocats (UIA), pela Sport Integrity Global Alliance (SIGA) e pelo Centro Internacional para a Segurança no Desporto (ICSS INSIGHT), este estudo foi realizado em 25 países como EUA, Japão, China, México, Rússia, Turquia, Inglaterra, Espanha, Itália, França e Portugal.

Uma das conclusões retiradas desta análise indicou “um aumento substancial de investidores desconhecidos ou fundos de investimento sediados em offshores, dificultando o trabalho de regulação das federações e ligas profissionais no controlo da origem da propriedade e da sua condição legal. Não é por isso de estranhar que só em 18% dos países analisados exista o dever de divulgar a identidade dos proprietários, investidores dos clubes em competições profissionais e não profissionais.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

“Quero mudar as peças do xadrez”: Português chega ao topo da Federação Internacional de Motociclismo

O português foi o único na corrida eleitoral para suceder ao venezuelano Vito Ippolito, no mais alto cargo da modalidade. Jorge Pessanha Viegas garante: “Vou ter uma gestão muito diferente”.

Quinze dias e 10 mil quilómetros depois, final da ‘Libertadores’ decide-se em Madrid

River Plate e Boca Juniors jogam este domingo a segunda mão da final no Estádio Santiago Bernabéu em Madrid, na Espanha, que deveria ter sido jogada há duas semanas em Buenos Aires, na Argentina.

Estádio da Luz recebe dois primeiros jogos de Portugal no Euro2020

O Estádio da Luz vai ser o palco dos dois primeiros encontros de Portugal no Grupo B de qualificação para o Europeu de 2020, em 22 e 25 de março de 2019, face a Ucrânia e Sérvia, respetivamente.
Comentários