Quer manter a sua empresa segura? Saiba como

A cibersegurança começa a ser uma prioridade para as empresas, prova disso é a crescente preocupação em relação à proteção da informação.

A protecção da informação tem vindo a ter uma importância cada vez maior, no seio das empresas. A grande maioria das organizações ainda não consegue identificar as falhas de segurança e incidentes.

Hoje reconhece-se a importância de dotar as empresas com ferramentas de segurança digital de forma a enfrentar os ataques cibernéticos, estes cada vez mais sofisticados, mas antes de implementar qualquer estratégia de segurança, é fundamental efetuar uma auditoria, de forma a conhecer, em detalhe, o que se passa na sua organização.

Todos os dias surgem novas ameaças e todas as empresas são potenciais alvos. As organizações necessitam de uma protecção eficaz contra a cibersegurança e, para além das medidas básicas, precisam otimizar as suas capacidades recorrendo a tecnologias mais avançadas.

A parceria Decunify/ Palo Alto Networks procura proporcionar, num contexto empresarial, um serviço gratuito de auditoria que culminará com um relatório completo onde pode saber se há malware existente na rede, quais as aplicações de risco elevado em utilização, as tentativas de intrusão na rede, se já se registaram perda de dados importantes, entre outras informações.

Veja o exemplo de um relatório, para perceber quais os dados que terá acesso através do Check-Up Segurança Decunify/Palo Alto Networks.

Este serviço pode ajudá-lo a reduzir riscos, dar flexibilidade, ter visibilidade suficiente sobre o que está a acontecer e obter controlo sobre o que mais importa – o seu negócio!

Solicite agora o seu Check Up Segurança gratuito!

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a DECUNIFY – Soluções de Comunicações S.A.

Ler mais
Recomendadas

Governo já pagou 268 milhões de euros às empresas através do programa Apoiar.pt

“Temos, no acumulado da primeira e da segunda tranche, cerca de 268 milhões de euros pagos”, afirmou João Neves.

Supremo confirma prisão do antigo presidente do Banco Privado

A pena de prisão efetiva de João Rendeiro só se vai concretizar após trânsito em julgado. O antigo presidente do Banco Privado Português (BPP) foi condenado a cinco anos e oito meses de prisão por vários crimes de falsidade informática e falsificação de documentos.

‘Intelligent edge’ é a próxima revolução no mundo dos negócios

Ao trazer poderosos recursos de computação para mais perto de onde os dados são originados e precisam de ser consumidos, este salto tecnológico liberta todo o potencial para acelerar a 4ª Revolução Industrial.
Comentários