Quer reclamar do seu banco ou de um intermediário de crédito? Saiba como

Já pode reclamar do seu banco ou de um intermediário de crédito sem sair de casa. A Deco explica como.

O livro de reclamações eletrónico já está disponível no sistema financeiro. Se quiser reclamar do seu banco ou de intermediário de crédito, agora pode fazê-lo sem que tenha que sair da sua casa, ou seja, pode reclamar online, sendo possível inclusivamente escolher onde apresentar a sua reclamação.

Assim, pode aceder diretamente ao site do Banco de Portugal ou optar pelo preenchimento de uma reclamação no livro de reclamações em formato eletrónico.

O que é o Livro de reclamação eletrónico?

Trata-se de uma plataforma digital em que o consumidor pode registar a sua queixa. Este instrumento de reclamação é obrigatório em vários sectores económicos, abrangendo agora também o sector bancário. Assim já é possível usar o livro de reclamações eletrónico para expor conflitos relativamente a instituições de crédito, sociedades financeiras, instituições de pagamento, instituições de moeda eletrónica e intermediários de crédito.

Como apresentar uma reclamação no Livro de Reclamações Eletrónico:

1º – Aceder ao site do Livro de Reclamações Eletrónico;

2º – Carregar no ícone “Fazer Reclamação”, indicar o seu endereço de correio eletrónico e carregar no botão “submeter”;

3º – Consultar a sua caixa de correio eletrónico e aceder à mensagem que entretanto lhe foi enviada pelo Livro de Reclamações Eletrónico. Na mensagem, carregar no link “aqui”, que estará disponível por um período de 60 minutos. Decorrido esse período, o link perderá a sua validade, pelo que cliente terá de repetir o processo acima indicado para submeter a sua reclamação;

4º – Inserir os seus dados pessoais;

5º – Identificar a entidade reclamada;

6º – Preencher os campos da reclamação com descrição do assunto e factos, podendo anexar até três ficheiros;

7º – Confirmar se todos os dados estão corretos e carregar no botão “submeter”.

A sua reclamação registada no Livro de Reclamações Eletrónico será enviada automaticamente para a entidade reclamada e para a entidade reguladora do setor bancário, isto é o Banco de Portugal.

E a resposta à reclamação?

O consumidor receberá no seu endereço de correio eletrónico uma cópia da reclamação apresentada e deverá receber uma resposta da entidade reclamada no prazo de 15 dias úteis.

Informe-se bem sobre os seus direitos.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Proibição de corte do fornecimento de energia termina no dia 30, diz ERSE

A ERSE alerta os consumidores que se encontrem numa destas situações, e tenham faturas com pagamento em atraso, que “devem contactar o fornecedor de eletricidade e gás natural no sentido de solicitarem um plano de pagamento em prestações.

Oferta de quartos para arrendar dispararam 228%. Lisboa e Porto com maior procura

A capital regista uma subida da procura de 61%, enquanto a cidade do Porto é a mais procurada por 16% da população que pretende arrendar quarto.

Taxa de juro no crédito à habitação cresceu 0,9% em agosto

Este aumento é superior em 1,7 pontos base (p.b.) ao registado no mês anterior. Já a prestação média manteve-se em 226 euros, enquanto o capital médio em dívida teve um crescimento de 114 euros, fixando-se agora nos 54.317 euros.
Comentários