Quercus distingue 19 praias da Madeira e 39 dos Açores com qualidade de ouro

A nível nacional a Quercus distingui 390 praias com este galardão. 342 são praias costeiras, 39 interiores, e 9 de transição.

A Quercus distingui 19 praias da Madeira e 39 dos Açores com qualidade de ouro para a época balnear que se iniciou a 15 de junho.

Na época balnear de 2018 a Quercus identificou 390 praias com qualidade de ouro em Portugal. Destas praias 39 são nos Açores e 19 na Madeira. Relativamente ao ano passado são menos seis praias que beneficiaram desta distinção por parte da agência ambiental.

Das 390 praias com qualidade de ouro 342 são praias costeiras, 39 são praias interiores e 9 são de transição diz a Quercus.

Entre os critérios que definem a atribuição do galardão da Quercus estão: “qualidade de água excelente nas cinco últimas épocas balneares” e ainda que “todas as análises realizadas na última época balnear tenham apresentado valores inferiores a 100ufc/100m lpara os Enterococos intestinaise, inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia coli, e para águas interiores, 200ufc/100mle 500ufc/100ml, respetivamente”, esclarece a organização ambiental.

A atribuição da qualidade de ouro tem por base as informações constantes na Agência Portuguesa do Ambiente.

Recomendadas

Custos excessivos com a educação e transportes preocupam CDU

O partido calcula que um agregado familiar com um estudante, sem ação social, gaste entre os 337 e os 1.680 euros por ano num título de transporte. O deputado Ricardo Lume, diz que estes são “preços exorbitantes” que “pesam excessivamente” nos orçamentos da população.

Maior aposta no desporto escolar entre as prioridades do PS

Os apoios às competições nacionais e internacionais foi outro assunto focado num debate sobre políticas públicas desportivas. O candidato do PS Madeira às Eleições Regionais, Paulo Cafôfo, defendeu “justiça e equidade” tendo em conta o retorno que dão à Região Autónoma.

Quintas do Funchal abrangidas por programa de podas e tratamento de árvores

A intervenção é feita através do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza por motivos de segurança. Com esta medida o organismo espera garantir que as árvores se mantenham saudáveis e com isso valorizar os espaços verdes da Madeira.
Comentários