Quintela e Penalva com vendas de 94 milhões no primeiro semestre

Imobiliária especializada na venda e arrendamento de imóveis de luxo registou 134 negócios. A área residencial, cujo valor médio por transação é de 70 milhões de euros representou 71% das transações.

A Quintela e Penalva – Real Estate obteve no primeiro semestre de 2018, 134 negócios, num valor total de 94 milhões de euros em volume de transação de vendas, referiu a imobiliária especializada na venda e arrendamento de imóveis de luxo, em comunicado.

O segmento imóvel particular (61%) teve melhor desempenho do que os empreendimentos (39%). Durante o primeiro semestre, o valor médio por m2 situou-se em 4.216 euros tendo-se verificado uma maior procura por T3. Uma tipologia que representou 22% do total das vendas, seguida pelos apartamentos T2 e T4, cuja procura correspondeu a 16% e 18%, respetivamente.

A área residencial, cujo valor médio por transação é de 70 milhões de euros foi um dos principais destaques, ao representar 71% das transações.

Francisco Quintela, um dos fundadores da empresa em 2004, juntamente com Carlos Penalva, afirma que “o ano de 2017 foi um ano fantástico, e este começo de 2018 não ficou atrás. Acreditamos que a presença dos investidores estrangeiros se irá manter nos tempos próximos, e que o mercado continuará com margem para crescer de uma forma sustentada”.

Recomendadas

Um ministro das Finanças e um orçamento comum, as receitas de Blanchard para a Zona Euro

O antigo economista-chefe do FMI traçou o caminho para uma política monetária e orçamental mais coordenada para a zona euro. Além da criação de um posto de ministro das Finanças, Olivier Blanchard disse que é essencial agilizar as políticas sobre o défice e sugeriu um orçamento comunitário comum.

Governo estuda emissão de obrigações para empresas industriais

O Governo está a estudar lançar emissões de obrigações agrupadas para vários setores, nomeadamente o industrial, depois de anunciar hoje uma operação destinada a empresas de turismo, de acordo com o ministro Adjunto e da Economia.

“A economia está a arrefecer”, alerta banco central da Alemanha 

O Bundesbank, banco central alemão, considerou esta segunda-feira que a economia da Alemanha está a abrandar após um período de grande prosperidade, mas espera uma estabilização no segundo semestre do ano.
Comentários