Recomendaria Lisboa a um amigo? Estudantes estrangeiros não têm dúvidas

Vida social, custo de vida e qualidade da universidade são as principais razões que levam os estudantes a selecionar a capital portuguesa, segundo um estudo da Uniplaces.

O alojamento, a universidade e a documentação são os três temas que mais suscitam a investigação dos jovens universitários antes da viagem para Lisboa, segundo o estudo da Uniplaces. Os resultados do estudo revelam também que 95% dos inquiridos recomendariam a cidade de Lisboa a um amigo ou colega.

Realizado em parceria com a ESN Lisboa – Erasmus Student Network, o estudo cujo foco são as motivações que levam os estudantes a estudar fora do seu país, conclui que para a maioria (63%) dos estudantes trata-se de uma oportunidade para experienciar uma nova cultura. Já para 56% trata-se de conhecer um novo destino e para 50% a possibilidade de aumentar as oportunidades de emprego.

No que se refere à experiência de mobilidade na cidade de Lisboa, os inquiridos revelam que os três principais motivos que os levaram a selecionar a capital portuguesa foram: a vida social – condições atmosféricas, vida noturna e praias (55%), o custo de vida na cidade (50%), mas também a qualidade da universidade e/ou programa de ensino selecionado (45%).

 

Recomendadas

Empresas portuguesas prevêem aumento líquido do emprego de 8% no último trimestre

Os empregadores revelam intenções de contratação moderadamente otimistas para o quarto trimestre, segundo o ManpowerGroup. Os números estão abaixo dos do 3.º trimestre mas muito acima do período homólogo de 2017.

Número de contratos de teletrabalho cai em dois terços e já só representa 0,24% dos trabalhadores

Apenas 851 trabalhadores tinham contrato de teletrabalho em 2016, enquanto seis anos antes eram 2.464 os portugueses empregados com base neste regime.

Cristina Rodrigues preside a Capgemini Portugal

A antiga CFO da subsidiária assume a responsabilidade pela unidade de mercado portuguesa da consultora.
Comentários