Regulador brasileiro diz que não é obrigatória OPA à EDP Brasil

A EDP Brasil perguntou ao supervisor dos mercados brasileiros se seria obrigatória uma OPA caso a China Three Gorges consiga comprar a EDP na OPA em curso.

A EDP – Energias do Brasil, detida em 51% pela EDP, anunciou esta quinta-feira que foi informada a 14 de novembro do entendimento da Superintendência de Registo de Valores Mobiliários (órgão técnico da Comissão de Valores Mobiliários brasileira) de que, em caso de sucesso da Oferta Pública de Aquisição sobre a casa mãe EDP, não é obrigatória uma OPA sobre a EDP Brasil.

A EDP Brasil foi informada da não incidência de OPA obrigatória aos seus acionistas minoritários.

“A EDP – Energias do Brasil, sociedade detida em 51% pela EDP, anunciou hoje que foi informada a 14 de Novembro 2018 do entendimento da Superintendência de Registo de Valores Mobiliários (SRE), órgão técnico da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), relativamente à consulta por si formulada referente à incidência de oferta pública de aquisição de ações (OPA) obrigatória destinada aos acionistas minoritários da EDP Brasil, caso venha a ser implementada a operação por meio da qual a China Three Gorges (Europe) visa adquirir o controlo da EDP (conforme anúncio preliminar em 11 de Maio 2018)”, lê-se no comunicado.

No entendimento da SRE, não é aplicável a incidência de uma OPA obrigatória destinada aos acionistas minoritários da EDP Brasil. “Nos termos da comunicação da CVM, a B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão, também manifestou o seu entendimento pela não incidência da OPA obrigatória”, acrescenta a mesma nota enviada ao regulador.

Recomendadas

Digitalização vai criar oportunidades para surgimento de novas empresas de outsourcing

O Jornal Económico foi ouvir alguns ‘players’ do mercado sobre a forma como a transformação digital está a revolucionar o outsourcing. No que respeita a Portugal, a opinião é de que revela uma crescente atratividade enquanto plataforma tecnológica para o desenvolvimento de software e novas tecnologias, consultoria, investigação e conhecimento.

PremiumBLAST PRO SERIES: Vai andar tudo aos tiros na Altice Arena

Lisboa está a ser palco, pela primeira vez, palco do circuito mundial de torneios de jogos eletrónicos, ou ‘eSports’. Uma indústria em crescimento vertiginoso em todo o mundo, que movimenta milhões em dinheiro, em praticantes, em audiências televisivas e em contratos de patrocínios.

Venezuela: Último jornal impresso crítico do governo deixa formato papel

O secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Imprensa diz que este é um produto do desrespeito pelo pensamento crítico e diferente.
Comentários