Reitora da Universidade de Cabo Verde aponta redução de número de estudantes

O estabelecimento de ensino superior localizado na Praia está a pensar numa “estratégia” para ver se consegue desenhar um programa da ação social.

A reitora da Universidade de Cabo Verde, Judite Nascimento, disse que a instituição de ensino superior que lidera tem vindo a registar uma redução do número de estudantes.

Em declarações à Inforpress, Judite Nascimento frisou que a nível nacional “há uma tendência para redução do número de estudantes”. Na sua opinião, normalmente, essa diminuição não se verifica no início do ano, porque os estudantes procuram a universidade no início de cada ano letivo, mas que acabam por desistir a meio do percurso.

Como justificação para este fenómeno, Judite Nascimento, que não indicou o número exacto de estudantes matriculados no presente ano lectivo (por o mesmo não estar ainda disponível) aponta a situação financeira das famílias.

“As dificuldades que essas famílias têm em cumprir com as promessas financeira das propinas faz com que aí por volta do segundo semestre nós tenhamos alguma redução de estudantes, situação que está a nos preocupar muito”, explicou a reitora.

Neste momento, disse, a Universidade de Cabo Verde está a pensar numa “estratégia” para ver se consegue desenhar um programa da ação social, que passa pela criação da Fundação Social, que permita este estudante permaneçam no ensino.

Recomendadas

Acordo sobre mobilidade na CPLP será aprovado em julho em Cabo Verde

A data foi definida na V reunião dos ministros do Interior e da Administração Interna da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que terminou na cidade da Praia, capital de Cabo Verde, país que atualmente assume a presidência rotativa da instituição.

Cabo Verde Airlines e TAAG assinam acordo para voos Luanda-Sal

A parceria prevê que uma das companhias transporte passageiros da outra. Ou seja, se comprar um bilhete para um voo da Cabo Verde Airlines entre Luanda e Sal irá viajar num avião da transportadora aérea angolana.

CIN promete transformar Cabo Verde num país plataforma no Atlântico

Na tomada de posse dp gabinete de operacionalização deste Centro Internacional de Negócios, vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças cabo-verdiano, Olavo Correia, que considerou ser “obrigação” do governo criar novas oportunidades para os jovens.
Comentários