Repsol e Enagás desenvolvem tecnologia para produzir hidrógenio renovável

É a primeira vez que a Repsol faz parte de um acordo tecnológico no qual integra um parceiro na cadeia de valor da empresa.

As empresas espanholas Repsol e Enagás vão juntar-se para produzir hidrogénio utilizando utilizando energias renováveis, anunciaram as duas empresa do sector da energia, esat segunda-feira, 6 de agosto.

A iniciativa insere-se na aposta da Repsol e da Enagás pela inovação e tecnologia em todas as suas áreas de atividade e pelo seu compromisso em reduzir as emissões de CO2 e da pegada de carbono. Este projeto é uma peça fundamental na estratégia de desenvolvimento de fontes de energias renováveis não elétricas da Enagás, fundamentais no processo de transição energética.

Com este acordo, ambas empresas impulsionam o desenvolvimento da produção de hidrogénio utilizando como principal fonte a energia solar, reduzindo assim a pegada de carbono em mais de 90% com respeito a outros processos convencionais para a obtenção deste gás.

Este acordo é também resultado do trabalho de investigação prévio sobre hidrogénio que é levado a cabo desde 2014 por um grupo de investigadores da empresa, em colaboração com os especialistas do Instituto da Catalunha para a Investigação em Energia (IREC).

Para a Enagás, este projeto insere-se na estratégia de desenvolvimento de energias renováveis não elétricas da empresa, como o hidrogénio e o biogás/bio metano, que são novas soluções energéticas que poderão desempenhar um papel fundamental no processo de transição energética definido pela União Europeia.

Relacionadas

Hidrogénio: E se o ‘parente pobre’ das renováveis for o combustível do futuro?

O Fórum Económico Mundial chama a atenção para o potencial daquele material como fonte de energia limpa, numa altura em que também já há forte pressão sobre as renováveis.

A ponderar comprar carro elétrico? Confira os apoios (mais restritos) e os postos de carregamento

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor – Deco Proteste publicou um conjunto de conselhos aos potenciais compradores de veículos híbridos. “As regras estão mais apertadas”, alerta.
Recomendadas

Recorde no Airbnb. Mais de 4 milhões de pessoas reservaram alojamento numa só noite

10 de agosto foi um dia histórico para a empresa criada em 2008.

Valor gerido por fundos de investimento imobiliário cai 26 milhões de euros em julho

A Interfundos (13,1%), a Norfin (10,4%) e a Square AM (10,3%) detinham as quotas de mercado mais elevadas em julho.

Há outro sindicato em guerra com o Governo, agora por causa da Ryanair

“A partir deste momento, os trabalhadores portugueses ficam a saber que para o Governo português só se podem fazer greves de um ou dois dias”, acusa o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil.
Comentários