Residentes emitiram 273 milhões de títulos de dívida em maio. Em abril tinham emitido 4.335 milhões

Em maio registou-se uma queda substancial da emissão de títulos de dívida pelas empresas residentes, quando comparado com o mês precedente.

Segundo o Banco de Portugal, em maio de 2018, as emissões líquidas de títulos de dívida por residentes ascenderam a 273 milhões de euros, o que compara com um valor de 4.335 milhões de euros registado no mês anterior.

Daqui, as emissões líquidas de títulos de dívida por Sociedades não Financeiras (empresas) atingiram o valor de 288 milhões de euros (442 milhões de euros registados no mês anterior).

No final de maio de 2018, o saldo total de títulos de dívida emitidos por residentes ascendeu a 285.724 milhões de euros, diminuindo 2.617 milhões de euros face ao mês anterior e registando uma variação homóloga de 4,6%.

O saldo de títulos de dívida emitidos por empresas no fim de maio de 2018 ascendeu a 33.541 milhões de euros, aumentando 308 milhões de euros face ao mês anterior e registando uma variação homóloga de -1,5%.

 

Recomendadas

Setor papeleiro coloca PSI 20 a valorizar na primeira sessão da semana

A bolsa de Lisboa abriu a primeira sessão da semana a ganhar, com a Navigator a liderar os ganhos.

Bolsa de Tóquio ganha 1,82% no fecho

O segundo índice de referência, o Topix, seguiu a mesma tendência e subiu 1,56%, nas últimas transações do dia, cotando-se nos 1.601,96 pontos.

Poderio global de dados ajuda gigantes tecnológicas a superar traumas

A Apple não trouxe mais más notícias e a Facebook superou as expetativas. Os investidores estão a gostar da resistência das tecnológicas e o potencial que a base global de clientes oferece.
Comentários