Residentes emitiram 273 milhões de títulos de dívida em maio. Em abril tinham emitido 4.335 milhões

Em maio registou-se uma queda substancial da emissão de títulos de dívida pelas empresas residentes, quando comparado com o mês precedente.

Segundo o Banco de Portugal, em maio de 2018, as emissões líquidas de títulos de dívida por residentes ascenderam a 273 milhões de euros, o que compara com um valor de 4.335 milhões de euros registado no mês anterior.

Daqui, as emissões líquidas de títulos de dívida por Sociedades não Financeiras (empresas) atingiram o valor de 288 milhões de euros (442 milhões de euros registados no mês anterior).

No final de maio de 2018, o saldo total de títulos de dívida emitidos por residentes ascendeu a 285.724 milhões de euros, diminuindo 2.617 milhões de euros face ao mês anterior e registando uma variação homóloga de 4,6%.

O saldo de títulos de dívida emitidos por empresas no fim de maio de 2018 ascendeu a 33.541 milhões de euros, aumentando 308 milhões de euros face ao mês anterior e registando uma variação homóloga de -1,5%.

 

Recomendadas

Na ressaca da divulgação das minutas da Fed, Wall Street abre em baixa

O industrial Dow Jones cai 0,24%, para 25.645,56; o financeiro S&P 500 recua 0,26%, para 2.802,00; e o tecnológica Nasdaq perde 0,34%, para 7.616,47 pontos.

Lisboa resiste à queda das principais praças europeias, impulsionada pelos ganhos da Navigator e NOS

PSI 20 resiste à tendência “vermelha” europeia e avança 0,21%, para 5.068,55 pontos,

‘Homebanking’ do Banco Carregosa adota autenticação com reconhecimento facial

O sistema biométrico, em que o cliente olha para o telefone para validar as operações ou confirmar o ‘login’, cumpre pelo menos dois dos três requisitos exigidos nos padrões internacionais de segurança. A app mobile foi desenvolvida pela tecnológica portuguesa Polygon para os sistemas operativos IOS e Android.
Comentários