Respostas rápidas: O que foi decidido sobre a reforma da zona euro?

Líder do Eurogrupo, Mário Centeno, anunciou esta terça-feira que os Estados-membros chegaram a acordo após uma maratona de negociações de 18 horas.

Quando foi decidida a reforma da zona euro?

Os ministros das Finanças da União Europeia chegaram a um acordo sobre a reforma da zona euro, após 18 horas de negociações, anunciou esta terça-feira o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno.

“Devo dizer que conseguimos. Depois de vários meses de intensas negociações e de uma reunião difícil, chegámos a um acordo sobre um plano para fortalecer o euro. Um plano que tem o aval de todos nós”, disse Centeno, em conferência de imprensa.

O que foi decidido sobre Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE)?

Os Estados-membros concordaram em reforçar o papel do MEE com o objetivo de aprofundar as capacidades de prevenção e resolução de crises da zona euro.

“Aumentaremos também a eficácia dos instrumentos de precaução do MEE. Ao mesmo tempo, reafirmamos que o apoio do MEE é um último recurso e que precisamos de assegurar um nível adequado de condicionalidade”, explicou Centeno.

Acrescentou ainda que o “acordo de apoio ao Fundo Europeu de Resolução é um passo importante para reforçar ainda mais a credibilidade da União Bancária”, ao dotá-lo de maior capacidade financeira.

Existiu acordo sobre a capacidade orçamental da zona euro?

Mário Centeno explicou que a proposta de França e Alemanha sobre este instrumento continuará na ser discutida. “Os trabalhos poderão prosseguir na concepção, implementação e calendarização de um tal instrumento para a convergência e competitividade”, disse Centeno.

Os países acordaram a criação do fundo de depósitos comum, no âmbito da União Bancária?

Esta continua a ser uma das principais medidas discutidas durante o último ano entre os ministros das Finanças, mas ainda não foi possível chegar a acordo sobre o desenvolvimento de um fundo de depósitos comum.

Ler mais
Recomendadas

Arábia Saudita e Emirados “preocupados” com eventual subida dos ‘stocks’ de petróleo

“Nenhum de nós quer ver os stocks novamente a aumentar, temos de ser cautelosos”, disse o ministro da Economia da Arábia Saudita, referindo-se à situação no final de 2018 que levou a uma quebra acentuada do preço do “ouro negro” no mercado internacional.

Marisa Matias diz que Bruxelas “está a preparar um assalto às pensões”

A eurodeputada acusa Bruxelas qde querer reduzir a Segurança Social “a um sistema de esmolas para pobres, empurrando quem pode para produtos privados e quem não pode para a miséria”.

ONU diz ao governo italiano que decreto viola direitos dos migrantes

Os investigadores afirmam que o decreto parece ser mais uma tentativa política para criminalizar as operações de busca e salvamento” que “intensifica ainda mais o clima de hostilidade e xenofobia contra os migrantes”.
Comentários