PremiumRespostas Rápidas. O que se sabe sobre a entrada em bolsa da Sonae MC?

A empresa oficializou esta quarta-feira que a operação avança até ao final do ano, sendo que o ‘free-float’ será no mínimo de 25%. Os analistas não ficaram surpreendidos pela informação recebida e ainda esperam conhecer as condições técnicas.

Sonae

O que vai acontecer?

A Sonae anunciou esta quarta-feira a intenção de proceder ao lançamento de oferta inicial e admissão à negociação em bolsa do negócio de retalho alimentar, Sonae MC, SGPS, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Foi a oficialização de uma intenção, expressa a 21 de maio, de listar parte do portefólio de retalho, incluindo a Sonae MC (detentora da cadeia Continente e Meu Super, Well’s, Go Natural e Note) e a Sonae RP (gestora de imobiliário de retalho). Ficam de fora a Zippy, a Worten e outras redes de retalho especializado.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. 

 

Relacionadas

Sonae pretende colocar 25% do negócio do retalho em bolsa

A IPO será composta por uma oferta pública a investidores qualificados e não qualificados em Portugal, bem como uma oferta particular internacional a investidores institucionais, anunciou a retalhista.

Retalho da Sonae entra em bolsa até novembro

Numa apresentação enviada à CMVM, a Sonae garantiu que o “objetivo de rácio de pagamento de dividendos” é de 40% a 50% “do resultado líquido ajustado, após interesses minoritários”.

Quota de mercado da Sonae MC aproxima-se dos 22%

A quota de mercado agregada dos oito maiores grupos de retalho alimentar em Portugal tem-se reforçado, passando de 52% em 2007 para 77% em 2017.

Retalho Alimentar: Sonae MC lidera setor em Portugal

A Sonae MC, que prepara a entrada em bolsa, reclama a liderança do setor do retalho alimentar em Portugal.
Recomendadas

Greve na Transtejo/Soflusa desconvocada

A paralisação, agendada para a partir de terça-feira, foi hoje suspensa, na sequência da subscrição de um protocolo negocial entre a administração da empresa e os sindicatos.

Joe Berardo pondera chamar Vítor Constâncio como testemunha contra banca

O empresário e coleccionador de arte português José Berardo está a estudar a hipótese de chamar o antigo governador do Banco de Portugal (BdP) Vítor Constâncio como testemunha num processo movido pelos bancos, revela o “Público” esta segunda-feira. Em causa está o processo judicial para recuperar 962 milhões de euros. A informação foi transmitida ao […]

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.
Comentários