Respostas Rápidas: Porque é que a Rússia está a ser acusada de violar o tratado de armas nucleares?

A NATO voltou a acusar na terça-feira a Rússia de ter violado o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (NIF), ameaçando a segurança euro-atlântica. Saiba o que está em causa.

Reuters

O que diz o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (NIF)?

O Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (NIF), conhecido apenas como Tratado NIF, foi assinado em 1987 entre os Estados Unidos e a União Soviética (atual Rússia). O acordo previa a proibição de mísseis balísticos e mísseis nucleares, cujo alcance variasse entre 500 e 5.500 quilómetros. O documento, que entrou em vigor a 8 de dezembro desse mesmo ano, permitia às duas partes inspecionar as instalações militares uma da outra.

Por que é que a Rússia foi acusada de violar o acordo?

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) veio dar razão aos receios anteriormente levantados pelos Estados Unidos, em 2016, de que a Rússia teria desenvolvido mísseis de médio alcance capazes de lançar um ataque nuclear contra países aliados, quase sem aviso prévio. Em causa está o desenvolvimento e implantação de um sistema de mísseis, o 9M729 – proibido pelo Tratado NIF –que se acredita que tenha a capacidade de destruir alvos a mais de 500 quilómetros de distância.

O que diz a Rússia sobre estas acusações?

A Rússia considera que as acusações são “infundadas” e que garante que não está a violar o Tratado NIF. “O lado russo declarou em várias ocasiões que isso [as alegadas violações do tratado de eliminação de armas nucleares de médio e curto alcance] é, para dizer no mínimo, uma invenção”, afirmou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, María Zajárova. “São acusações infundadas, sem nenhuma base, de supostas violações do tratado pelo lado russo”, acrescentou.

Quais as consequências desta alegada violação?

A NATO fez um ultimato à Rússia para que suspenda o desenvolvimento e implantação do sistema de mísseis 9M729, mas o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, diz que até agora o governo russo não deu sinais de querer cumprir os princípios acordados em 1987. Tendo em conta esta situação, a Casa Branca já anunciou que vai suspender as suas obrigações inscritas neste tratado nuclear dentro de 60 dias, dado assim resposta à violação deste pacto por parte da Rússia.

Ler mais
Recomendadas

Idai: Ainda há sete portugueses por localizar na cidade da Beira

Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, admite que estas pessoas não tenham meios de contacto permanente, como telemóveis.

Brexit: Partido da Irlanda do Norte prefere ‘no deal’ a acordo com Bruxelas

“Não vamos deixar a primeira-ministra ou o grupo de ‘remainers’ [favoráveis à manutenção na União Europeia] forçar-nos a apoiar um acordo de ‘Brexit’ tóxico”, afirmou o deputado do DUP responsável pelo ‘Brexit’, Sammy Wilson, numa declaração publicada na rede social Twitter.

Cidadãos da União Europeia à espera da lei que os coloca a salvo do Brexit

Relatório de uma comissão conjunta dos Comuns e dos Lordes enfatiza que o governo britânico tem de legislar para promover a proteção dos cidadãos europeus que vivem no Reino Unido.
Comentários