Respostas Rápidas: Porque é que Paulo Gonçalves sai do SL Benfica?

O Ministério Público acusa o assessor jurídico do Benfica de 79 crimes e, de acordo com o clube da Luz, saí por “razões de natureza pessoal” e “para de dedicar à sua defesa num processo judicial em nada relacionado com o exercício das funções” no clube.

Quais os crimes de que é acusada a Benfica SAD?

A SAD do Benfica está acusada pelo Ministério Público (MP) de 30 crimes no processo ‘e-toupeira’. Um crime de corrupção ativa, de um crime de oferta ou recebimento indevido de vantagem e de 29 crimes de falsidade informática.

De quantos crimes é Paulo Gonçalves acusado?

O Ministério Público acusa o assessor jurídico do Benfica de 79 crimes. Um de corrupção ativa, um de oferta ou recebimento indevido de vantagem, seis de violação de segredo de justiça e de 21 crimes de violação de segredo por funcionário, em coautoria com os arguidos Júlio Loureiro e José Silva (ambos funcionários judiciais). Paulo Gonçalves é ainda acusado de 11 crimes de acesso indevido (em coautoria), de 11 crimes de violação do dever de sigilo (em coautoria) e 28 crimes de falsidade informática.

Quem são os outros arguidos do processo e-toupeira?

O oficial de justiça José Silva, único dos arguidos em prisão preventiva, é acusado de 76 crimes: um de corrupção passiva (em coautoria), um de favorecimento pessoal, seis de violação de segredo de justiça, 21 de violação de segredo por funcionário, nove de acesso indevido, nove de violação do dever de sigilo, 28 de falsidade informática e de um crime de peculato (apropriação indevida de dinheiro público).

Júlio Loureiro, escrivão e observador de árbitros, foi também acusado de 76 crimes: um de corrupção passiva, um de recebimento indevido de vantagem, um de favorecimento pessoal, seis de violação de segredo de justiça, 21 de violação de segredo por funcionário, nove de acesso indevido, nove de violação do dever de sigilo e de 28 crimes de falsidade informática.

Quais as penas assessórias que podem ser aplicadas à Benfica SAD?

Aos crimes previstos nesta lei podem ser aplicadas as seguintes penas acessórias: a) Suspensão de participação em competição desportiva por um período de 6 meses a 3 anos; b) Privação do direito a subsídios, subvenções ou incentivos outorgados pelo Estado, regiões autónomas, autarquias locais e demais pessoas coletivas públicas por um período de 1 a 5 anos; c) Proibição do exercício de profissão, função ou atividade, pública ou privada, por um período de 1 a 5 anos, tratando-se de agente desportivo.

Como reagiu a Benfica SAD?

Num comunicado emitido no site do clube encarnado o Benfica refere que “mantemos a firmeza e clareza da nossa posição, anunciada logo que foi dado conhecimento público desta situação, quanto à inexistência de factos que justifiquem qualquer acusação no âmbito deste processo”. As ‘águias’ prometeram reagir para “desmontar” as “absurdas e injustificadas imputações”.

O que disse o presidente Luís Filipe Vieira?

Numa conferência de imprensa realizada esta quarta-feira, o líder das ‘águias’ pediu aos “benfiquistas que confiem na licitude dos comportamentos da Benfica SAD” e revelou a disponibilidade da sociedade anónima desportiva em prestar “toda a assistência necessária para descobrir a verdade” neste processo. Sublinhando ainda que “todas as decisões administrativas e judiciárias definitivas foram sempre favoráveis” ao clube da Luz.

Porque sai Paulo Gonçalves do clube da Luz?

Numa nota publicada no site oficial, o SL Benfica oficializou hoje a saída de Paulo Gonçalves, assessor jurídico do clube. “A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD vem comunicar que, por proposta do Dr. Paulo Gonçalves, celebrou hoje um acordo para a cessação do seu contrato de trabalho”, pode ler-se em comunicado.

“Na base da proposta do Dr. Paulo Gonçalves estão razões de natureza pessoal, em especial a necessidade de se dedicar à sua defesa num processo judicial, em nada relacionado com o exercício de funções que lhe estavam confiadas na Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD”, destacam as águias.

Recorde-se que em março deste ano e na sequência dos acontecimentos associados ao processo “E-Toupeira”, o assessor jurídico do SL Benfica terá colocado o lugar à disposição do presidente das ‘águias’ mas, na altura, Luís Filipe Vieira não aceitou.

Ler mais
Recomendadas

Benfica contrata empresa e advogados russos para saber quem tem informação confidencial do clube

Esta é uma investigação por conta própria do clube da luz, na sequência do caso dos e-mails e apesar do arquivamento da queixa que o Benfica apresentou na Justiça norte-americana contra a Google e a Wordpress.

De Gedson a Jovane. Jogo Económico debate como potenciar os jovens talentos do futebol português

Hoje, a partir das 21h00, no site do Jornal Económico, vamos debater como os clubes podem rentabilizar os jovens talentos do futebol português. João Marcelino, Luís Miguel Henrique e o convidado Luís Cristovão, analista de futebol, dão a sua opinião sobre este tema.

Vitória de Setúbal acusado de burlar investidores em 700 mil euros

O valor em causa terá sido crucial para que o clube sadino conseguisse inscrever jogadores na presente edição da Primeira Liga de futebol nacional.
Comentários