Ribeira Brava é o município da Madeira com maior taxa de criminalidade

A taxa de criminalidade atinge os 35,1% na Ribeira Brava, seguido por Funchal (29,5%), São Vicente (29,3%). Dos crimes registados pelas autoridades policiais a predominância vai para os crimes contra as pessoas e os património.

A Ribeira Brava tem uma taxa de criminalidade de 35,1%, a mais elevada dos municípios da Madeira, em 2017, de acordo com os dados da ‘Madeira em Números’, da Direção Regional de Estatística (DREM).

Acima dos 20% estão Funchal (29,5%), São Vicente (29,3%), Câmara de Lobos (28,9%), Machico (28,4%), Porto Moniz (23,2%), e Porto Santo (22,4%).

Entre os municípios com menor taxa criminal estão: Santa Cruz (12,7%), Ponta do Sol (13,1%), Santana (13,2%). A Calheta fica nos 19,6%.

A Madeira no seu global tem uma taxa de 25,4%.

Em 2017, as autoridades policiais registaram-se 6.468 crimes, uma subida face aos 6.062 do período homólogo, com predominância para os crimes contra as pessoas (2.519) e contra o património (2.292).

 

Ler mais
Recomendadas

O ensino profissional deve estar aliado às empresas, sublinha Albuquerque

Em entrevista ao Económico Madeira, o Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, além de falar nas mais-valias da ligação entre o ensino profissional e as empresas, diz que quer criar um cluster de empresas tecnológicas na Madeira. O único impasse é o Estado português.

Secretária Regional da Cultura diz que vai dar prioridade a preservação do património imaterial da Madeira

Paula Cabaço destacou o trabalho que tem sido feito nos diversos museus da Região, bem como no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, com exposições temporárias itinerantes, projetos, oficinas e publicações.

Desemprego registado desce 2,8% na Madeira

A Madeira registou aumentos nas oferta de emprego, desempregados inscritos, nas ofertas de emprego recebidas, e nas colocações efetuadas.
Comentários