Ricciardi: Sporting precisa de “comissão de gestão” para substituir atual direção

“Há limites para tudo e acho que já se ultrapassaram em muito os limites”, disse José Maria Ricciardi ao Jornal Económico.

Ler mais

José Maria Ricciardi considera que Bruno de Carvalho já não tem condições para continuar à frente do Sporting e receia que a crise na equipa causada pela invasão da academia de Alcochete poderá comprometer de “forma grave” a situação financeira e desportiva do clube de Alvalade. O banqueiro defende a criação de uma “comissão de gestão” que assuma a liderança do clube, garanta a continuação da equipa de futebol e assegure a estabilidade financeira.

“É uma situação muito grave, que pode pôr em causa a situação patrimonial do clube. E, além disso, é uma situação gravíssima do ponto de vista reputacional, não só devido ao que aconteceu em Alcochete, mas também devido às suspeitas que estão em cima da mesa, com um alto dirigente [André Geraldes] acusado de 17 crimes de corrupção ativa”, disse José Maria Ricciardi, conhecido sportinguista, ao Jornal Económico.

Questionado se Bruno de Carvalho tem condições para continuar na presidência, o banqueiro não tem dúvidas. “Não tem absolutamente nenhuma condição e não consigo entender como é que pessoas responsáveis continuam a manter o quórum do conselho directivo, quando a grande maioria dos órgãos sociais já se demitiu. Há limites para tudo e acho que já se ultrapassaram em muito os limites”, defendeu.

Ricciardi sustenta que é “urgente” encontrar uma solução para garantir que os jogadores e a equipa técnica continuem no Sporting e que isso só será possível com uma nova direção. Se rescindirem com justa causa, o Sporting perderá dezenas de milhões de euros e a própria sobrevivência financeira estará em risco.

“O que sei é que os jogadores não querem falar com o presidente. Os jogadores nem treinar vão antes da final da Taça. A situação criada já é muito grave mas poderá ainda ser atenuada se este conselho diretivo sair de funções. Mas mesmo que este conselho diretivo saia, podemos não conseguir segurar os jogadores”, afirmou, frisando que, “face ao que os jogadores tem passado, não há solução possível” que não passe pela saída de Bruno de Carvalho.

O banqueiro defende ainda que é necessário criar uma comissão de gestão para substituir a atual direção, se esta se demitir. “Se esta direcção cair, proponho que se constitua uma comissão de gestão para assegurar a continuidade do clube até às eleições, que vão sempre demorar algum tempo. E, até lá, o clube não pode ficar sem gestão, com emissões de obrigações que estão a vencer e com todas as condicionantes que conhecemos. Seria uma comissão de gestão de emergência”, disse.

Questionado se está disponível para fazer parte dessa comissão, Ricciardi respondeu que, “se assim se entender, talvez”. Mas acrescentou que “há muitos e muitas sportinguistas com essa capacidade para integrar essa comissão de gestão. Neste momento não estou a pensar em nomes”.

“Estou disponível para apoiar esse esforço para que o Sporting encontre um rumo. Como sempre fiz no passado, mas tem de haver condições mínimas”, afirmou.

Relacionadas

Exclusivo: Álvaro Sobrinho diz que Bruno de Carvalho “não merece confiança e deve apresentar a demissão”

Segundo maior accionista da Sporting SAD diz que direcção liderada por Bruno de Carvalho “não merece a confiança e deve apresentar a demissão”. Sobrinho considera que Bruno de Carvalho “está a pôr em risco os ativos da empresa e isto não pode acontecer”. E deixa uma palavra de conforto para os jogadores e equipa técnica. “Têm todo o apoio” da Holdimo, afirmou Álvaro Sobrinho ao JE.

“O que está a acontecer é vergonhoso”, diz Horta Osório sobre a crise no Sporting

O presidente do conselho de administração do banco Lloyds está em Portugal e falou sobre a crise do clube de Alvalade. O banqueiro espera que as “responsabilidades sejam apuradas rapidamente”.

Crise no Sporting: e se houver eleições antecipadas? Saiba o que dizem os estatutos

Com a saída iminente de Bruno de Carvalho da direção do clube, a existência de novas eleições torna-se inevitável e para isso é necessário saber o que dizem os estatutos.

“O Sporting está em crise profunda” diz Jaime Marta Soares

O ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting em declarações à TVI24 referiu que houve uma tomada de atitudes para “defender os interesses” do clube.

Demissões e perdas de milhões: o que já aconteceu hoje no Sporting CP?

Tem sido uma quinta-feira agitada em Alvalade. Desde as demissões da Mesa da Assembleia Geral, aos milhões perdidos em bolsa, culminando no processo disciplinar a Bruno de Carvalho.

Crise no Sporting: quatro elementos do conselho diretivo já se demitiram

O conselho diretivo do Sporting Clube de Portugal está reunido em Alvalade. Em causa poderá estar a demissão de todos os elementos da direção. A “SIC Notícias” avança que quatro membros do conselho diretivo já apresentaram a demissão.
Recomendadas

E-toupeira: novos emails divulgados indiciam ofertas a árbitros

“Correio da Manhã” e “Record” noticiam mensagens publicadas no blog intitulado “Mercado de Benfica” indiciam a existência de ofertas a árbitros, que incluem prostituição e o pagamento de contas de hotel, assim como registam a existência de uma relação estreita entre o Benfica e as suas claques.

Lucros do Benfica caem 53,7% para 20,5 milhões

O clube encarnado anunciou à CMVM lucros de 20,58 milhões de euros no exercício de 2017/2018, o que corresponde a uma queda de 53,7% face aos 44,53 milhões na época passada.

Transferências milionárias são um problema no futebol? FIFA prepara uma revolução

De acordo com um relatório da FIFA, encomendado por Gianni Infantino, o presidente do organismo máximo do futebol internacional pretende introduzir alterações no mercado de transferências. Entre os vários problemas, a especulação é a grande visada. Para já, é de esperar um limite aos empréstimos.
Comentários