RTP: Finanças já deram “concordância” a terceiro membro da administração

Em comunicado, o CGI anunciou que “indicou ao Governo o nome do membro do Conselho de Administração da RTP responsável pela área financeira, o qual mereceu a concordância do Ministério das Finanças”.

O Conselho Geral Independente (CGI) anunciou hoje que estão “reunidas as condições” para que o Conselho de Administração da RTP possa ser investido nas suas funções, depois das Finanças terem dado “concordância” ao terceiro elemento.

Em comunicado, o CGI anunciou que “indicou ao Governo o nome do membro do Conselho de Administração da RTP responsável pela área financeira, o qual mereceu a concordância do Ministério das Finanças”.

Nesse sentido, o CGI “considera assim estarem reunidas as condições para que o Conselho de Administração da RTP possa, em breve, ser investido nas suas funções”.

O terceiro membro da administração da RTP é uma mulher, cujo nome não foi divulgado.

Este anúncio acontece na véspera do ministro da Cultura ser ouvido no parlamento, no âmbito de uma audição regimental.

Recomendadas

Como a tecnologia do ‘Candy Crush’ pode maximizar o potencial das empresas

O ‘Agile’ é uma metodologia de produção de software que cria valor do produto tecnológico mais cedo. Apesar de ainda não estar generalizada nas organizações, há uma app de sucesso foi criada pela ‘Agile’ e que os portugueses conhecem bem.

Transporte de passageiros por via aérea desacelerou no segundo trimestre

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos à atitivade dos transportes indicam ainda que os movimentos de mercadorias aumentaram pela via marítima e ferroviária.

Concretizado primeiro passo da integração da AICCOPN com a AECOPS

Associações setoriais da construção foram finalmente sensíveis a razões de racionalidade associativa que há muito vinham sendo evidentes.
Comentários