Rússia critica “caráter imperialista” da estratégia de segurança dos Estados Unidos

“O caráter imperialista do documento é evidente, assim como é evidente que os Estados Unidos recusam renunciar ao ‘mundo unipolar’. Uma recusa que é constante”, disse hoje o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O Kremlin denunciou esta terça-feira o “caráter imperialista” do relatório sobre a estratégia de Segurança Nacional dos Estados Unidos acusando Washington de estar preso à ideia de um “mundo unipolar”.

“O caráter imperialista do documento é evidente, assim como é evidente que os Estados Unidos da América recusam renunciar ao ‘mundo unipolar’. Uma recusa que é constante”, disse hoje o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov. O porta-voz sublinhou que as autoridades de Moscovo “não podem aceitar que a Rússia seja tratada como uma ameaça à segurança dos Estados Unidos”.

Donald Trump apontou a China e a Rússia como concorrentes a nível estratégico. No discurso em Washington, sobre segurança, o presidente dos Estados Unidos considerou os dois países como “poderosos rivais” que podem eventualmente constituir potenciais ameaças contra os Estados Unidos.

Da mesma forma, a República Popular da China pediu hoje aos Estados Unidos para abandonar a “mentalidade da Guerra Fria” e tratar das divergências de forma construtiva respondendo ao presidente norte-americano que considerou o país “rival” e “concorrente estratégico”.

Relacionadas

EUA ajudaram a evitar ataque bombista na Rússia, dizem Kremlin e Casa Branca

Segundo as autoridades russas, o alerta do governo norte-americano permitiu que as agências de segurança do país prendessem os suspeitos antes destes levarem os seus planos a cabo.

Trump vai nomear China e Rússia como “competidores”

A nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA, a ser apresentada esta segunda-feira por Trump, vê estes dois países como potências que procuram alterar o equilíbrio de poder global no sentido prejudicial aos interesses americanos.
Recomendadas

Al Gore ‘substitui’ Barack Obama no Climate Change Leadership Porto

O Prémio Nobel e ex-vice-presidente dos Estados Unidos estará no Porto em março para uma conferência focada nos desafios que as alterações climatéricas representam para a indústria mundial do vinho.

Venda de ‘hijabs’ como uniforme escolar causa polémica no Reino Unido

A marca britânica, Marks & Spencer está a ser alvo de controvérsia por vender ‘hijabs’ como vestuário escolar. Grupo é alvo de fortes criticas por promover ”a sexualização” das crianças muçulmanas.

Crescimento económico da Grécia em 2017 revisto em alta para 1,5%

A razão para a revisão prende-se com a despesa com consumo, que aumentou 0,6% de acordo com os novos dados, enquanto na estimativa rápida, o Elstat indicava uma diminuição de 0,2%.
Comentários