Rússia desliga-se da Internet mundial

As autoridades russas vão desligar a internet do país durante algumas horas. O objetivo é confirmar a autonomia da rede no caso de um ataque informático.

A agência de notícias russa RosBiznes Konsalting garantiu, em comunicado, que o país irá isolar a Internet russa do resto do mundo numa experiência que quer testar a independência do Runet – termo que define o espaço cibernético russo – e a forma como reage em caso de desconexão aos servidores mundiais.

Apesar de não revelar datas, a agência avançou que o teste se iria realizar até ao início de abril.

Num esforço conjunto entre as autoridades russas e as empresas de telecomunicações do país, como a MegaFon, a Beeline, a MTS e a RosTelecom, e financiado pelo governo russo, o ensaio quer manter o tráfego dentro das fronteiras russas, desligando o acesso à rede exterior. O objetivo é confirmar a autonomia da rede russa no caso de um ataque informático.

 

 

Recomendadas

Turcos do grupo Yilport querem Leixões perto da capacidade de Sines

Robert Yildirim, patrão do operador portuário Yilport – o segundo maior europeu -, vai aumentar a capacidade do terminal sul de Leixões para 670 mil TEU e quer ter um milhão de TEU no terminal norte.

Trabalhadores do Montepio temem que instabilidade se reflita nos resultados anuais

A Comissão de Trabalhadores refere-se às “sucessivas alterações” nos órgãos sociais do Banco Montepio. Os trabalhadores queixam-se ainda do modelo de progressão de carreiras e querem ser envolvidos no Plano de Transformação anunciado por Carlos Tavares.

CMVM, Banco de Portugal e ASF na nova autoridade de resolução

A reforma da supervisão financeira inclui a criação de uma autoridade de resolução bancária que vai ter na administração dois membros do BdP, um da CMVM, um da ASF e um quinto, que virá de fora.
Comentários