Ryanair: greve dos pilotos obriga a cancelamento de 150 voos de e para a Alemanha

Protesto alemão antecede uma greve europeia que deverá ser oficializada na quinta-feira em Bruxelas, por sindicatos italianos, portugueses, espanhóis e belgas dos trabalhadores da Ryanair.

A transportadora aérea Ryanair anunciou hoje que 150 de um total de 400 voos de e para a Alemanha serão cancelados na quarta-feira devido à “desnecessária greve de pilotos”, lê-se em comunicado.

A companhia aérea de baixo custo referiu que o sindicato VC convocou uma “greve surpresa (com um aviso de 24 horas) e desnecessária” na Alemanha para dia 12, acrescentando o desejo em “completar a maioria do seu horário”, pelo que “lamentavelmente se vê forçada a cancelar 150 de 400 voos de/para a Alemanha”.

Os clientes afetados foram contactados esta manhã com opções alternativas.

O responsável de ‘marketing’ da Ryanair, Kenny Jacobs, citado no comunicado, condenou a decisão do VC de convocar a greve num curto espaço de tempo e quando a transportadora tinha concordado numa mediação independente, em negociar contratos legais e aumentar salários aos pilotos alemães.

O protesto alemão antecede uma greve europeia que deverá ser oficializada na quinta-feira em Bruxelas, por sindicatos italianos, portugueses, espanhóis e belgas dos trabalhadores da Ryanair.

A imprensa internacional tem referido 28 de setembro como o dia para a maior greve da história da companhia, mas fontes sindicais nacionais contactadas pela agência Lusa garantem não haver ainda data oficializada para o protesto.

A Ryanair tem estado envolvida num conflito com sindicatos a nível europeu, incluindo Portugal, onde tripulantes de cabine realizaram greves no período da Páscoa e integraram um protesto europeu no final de julho.

Ler mais
Recomendadas

Calçado vegan? Sim, também já há

Uma empresa da Póvoa de Lanhoso considera que nem mesmo uma indústria tradicional como o calçado precisa de recorrer a produtos que, do ponte de vista da sustentabilidade, não fazem sentido.

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Empresas começam projetos de inovação mas não conseguem acabar mais de metade

O excesso de projetos, a falta de liderança e a ausência de processos estão a bloquear o desenvolvimento das organizações mundiais, segundo o estudo “Having a successful innovation agenda”, elaborado pela multinacional Oracle.
Comentários