Sabe os impostos que tem de pagar em dezembro? Conheça o calendário fiscal deste mês

Fique a par das datas marcadas no Calendário Fiscal 2018 para o pagamento de impostos à Autoridade Tributária e Aduaneira. Confira todos os impostos a pagar até ao final do ano para cidadãos e empresas. Não deixe escapar as datas limite dos impostos neste mês de dezembro.

Cristina Bernardo

Fique a par das datas marcadas no Calendário Fiscal 2018 para o pagamento de impostos à Autoridade Tributária e Aduaneira. Confira todos os impostos a pagar até ao final do ano para cidadãos e empresas. Não deixe escapar as datas limite dos impostos neste mês de dezembro.

Impostos a pagar até 10 de dezembro

  • Pagamento do IVA mensal

Caso esteja no regime normal de IVA com periodicidade mensal, deve pagar o Imposto sobre o Valor Acrescentado relativo ao mês de outubro. O pagamento pode ser feito pelo multibanco (para importâncias não superiores a 100.000€), nos balcões CTT ou nas diversas repartições das Finanças.

Impostos a pagar até 15 de dezembro

  • Pagamento Adicional Derrama Estadual

Até ao dia 15 de dezembro, as empresas que exerçam atividade comercial, industrial ou agrícola (com lucro tributável  superior a 1.500.000€) devem proceder ao terceiro pagamento adicional de derrama estadual.

  • Pagamento por Conta (IRC)

Até ao dia 15 as empresas que exerçam atividade de natureza comercial, industrial ou agrícola, estão obrigadas a realizar o terceiro pagamento por conta relativo ao imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas.

Impostos a pagar até 20 de dezembro

  • Pagamento de IRS

Esta é a data limite para pagamento dos valores retidos na fonte no mês de outubro, no caso de pessoas singulares. Local de pagamento: Internet, Tesouraria de Finanças, CTT/ Multibanco ou outras entidades cobradoras.

  • Pagamento de IRC

Também tem até ao dia 20 para proceder ao pagamento dos valores retidos no mês anterior, para efeitos de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas.  Local de pagamento: Internet, Tesouraria de Finanças, CTT/ Multibanco ou outras entidades cobradoras.

  • Pagamento por Conta

Dia 20 é a data limite da segunda parcela de pagamento por conta de IRS referente à categoria B (rendimentos empresariais e profissionais). Poderão não efetuar este pagamento por conta e ou ainda o 3.º caso verifiquem, pelos elementos de que dispõem, que as retenções já efetuadas, acrescidas, quando for o caso, do pagamento por conta entretanto feito (em julho) relativo ao mesmo ano, são iguais ou superiores ao IRS devido a final, bem como se deixarem de auferir rendimentos da categoria B.

  • Pagamento de Contribuições (Segurança Social)

Se for trabalhador independente, terá de proceder ao pagamento das contribuições para a Segurança Social até ao dia 20.

  • Pagamento de Imposto do Selo

É necessário apresentar até dia 20 os valores liquidados de imposto de selo, referentes ao mês de novembro.

  • Contribuição Extraordinária do Setor Energético

Até 20 de dezembro é possível pagar a contribuição extraordinária pelas pessoas singulares ou coletivas que exerçam atividades no setor energético.

Impostos a pagar até 31 de dezembro

  • Pagamento de IUC

Os detentores de veículos matriculados no mês de dezembro devem fazer o pagamento anual do imposto único de circulação.

Ler mais
Recomendadas

Economize: Na diversificação é que está o ganho

Alocar o seu capital investido num só ativo pode ser altamente arriscado porque se perder, pode perder tudo. Por isso, na hora de decidir investir, siga uma estratégia de diversificação para mitigar o risco associado ao investimento.

Motores elétricos: por um mundo melhor —e uma frota sustentável

Segundo um estudo realizado pela LeasePlan, líder nacional no mercado do renting, mais de 50% das suas frotas teriam uma redução de custos se apostassem na eletrificação das suas frotas.

Saiba tudo sobre a nova taxa de juro: a ESTER

Já ouviu falar na nova taxa de juro do Banco Central Europeu, a ESTER? Mesmo que não tenha, certamente que o termo “EURIBOR” não lhe é desconhecido. Pois bem, estima-se que a EURIBOR venha a sofrer reformas com base na estrutura da ESTER. Saiba em que moldes e de que forma isso afetará as suas finanças.
Comentários