SAD de Sporting e FC Porto estavam em falência técnica no final da última época, aponta estudo da Universidade Europeia

A SAD do Benfica é a única, entre os três maiores clubes portugueses, a manter o seu passivo abaixo do valor do ativo.

As sociedades anónimas desportivas (SAD) de Sporting CP e FC Porto encontravam-se em falência técnica, de acordo com o primeiro estudo desenvolvido pelo Observatório do Futebol da Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Europeia, divulgado esta sexta-feira. Numa análise às finanças dos três maiores clubes de Portugal, no acumulado das três últimas épocas desportivas, apenas a SAD do Benfica diminuiu o seu endividamento, conseguindo manter o seu passivo abaixo do seu valor.

A falência técnica ocorre quando o passivo excede o valor do ativo, ou seja quando uma empresa possui uma situação líquida (capitais próprios) negativa. Assim, na última época, 2017/2018, no campeonato do endividamento, a SAD do FC Porto foi campeã registando um passivo de 464 milhões de euros, contra um ativo de 426 milhões de euros. Segue-se o Sporting CP, cujo montante por capital alheio é 283 milhões de euros, um valor que compara com um ativo 269 milhões de euros.

A SAD do Benfica foi a única a diminuir o endividamento, na última época, ao reduzir um passivo de 438 milhões de euros, em 2016/2017, para 398 milhões de euros em 2017/2018.

“No caso da Porto SAD, o montante subiu recentemente devido ao aumento de passivo não corrente, em sede de empréstimos bancários”, lê-se na conclusão na análise do Observatório do Futebol, cujo principal autor é Luís Vilar, vice-diretor da Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Europeia.

Quanto ao Sporting, “o montante subiu recentemente devido à redução do montante de atividades comerciais correntes e de vendas de jogadores” – o clube de Alvalade registou em atividades comerciais correntes e venda de jogadores 57 milhões, em 2016/2017, e 13 milhões de euros, em 2017/2018.

Em matéria de endividamento, o Observatório do Futebol revela um gráfico e uma tabela onde se ilustra as percentagens de endividamento das SAD’s dos três maiores clubes. O Benfica é o único com comportamento descendente.

Fonte:”As Finanças dos 3 Grandes”, in Observatório do Futebol, Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto

Ainda, assim, estar em falência técnica não implica que a empresa seja obrigada a declarar falência, embora torne o cenário mais provável. Contudo, os clubes desportivos são geradores de marca e visibilidade comercial, aumentando a sua capacidade de gestão de dívida.

Ler mais
Relacionadas

Como a liga milionária está a criar um fosso no futebol europeu

Equipas de menor dimensão na Europa apostam mais a nível interno, para tentarem chegar aos milhões da Champions, e assim garantirem uma maior estabilidade financeira. Superliga europeia parece ser um cenário cada vez mais real.

Benfica vence campeonato acionista entre os ‘três grandes’

A SAD do clube das ‘águias’ duplicou a capitalização de mercado desde o início do ano, longe da valorização de 5% dos ‘azuis e brancos’. A instabilidade em Alvalade penaliza as ações, que ainda assim continuam no ‘verde’.

Luís Miguel Henrique: “Investidores estrangeiros dificilmente terão domínio das SAD”

Advogado salienta que “é possível e desejável que esse cenário aconteça”, mas que devido a questões culturais poderá “não ter ‘pernas para andar'”.

E se os três ‘grandes’ perderem o controlo das SAD?

Estamos preparados para ver algum dos três grandes clubes portugueses a perder a maioria no capital da SAD? As consequências desse cenário poderiam incluir uma Liga mais desequilibrada, mas com clubes mais competitivos na Europa.
Recomendadas

Já há pessoas detidas no Estádio do Jamor

Este sábado, joga-se a final da Taça de Portugal, entre o Sporting e o FC Porto, com hora marcada para às 17:15.

Taça de Portugal: entre ‘leões’ e ‘dragões’, quem são os mais valiosos?

Os dados do portal ‘Transfermarkt’ revelam que os jogadores portistas valem mais que os homens de Alvalade. Os cinco mais valiosos de cada plantel valem um total de 255,5 milhões de euros.

Mito ou realidade: PIB português cresce sempre que o SL Benfica é campeão?

Analisámos a evolução do PIB nacional junto da Pordata e do INE entre 1994 e 2018. E encontrámos um denominador comum: sempre que a economia portuguesa entrou em recessão, o FC Porto foi campeão, embora a crise da dívida soberana e a troika também tenham tido uma palavra a dizer.
Comentários