Salário de 21 mil euros anuais de Rui Rio gera controvérsia na Ordem dos Contabilistas Certificados

O adversário de Pedro Santana Lopes à liderança do PSD só marcou presença em três reuniões entre 2016 e 2017. o Jornal Económico tentou obter uma reação oficial da Ordem dos Contabilistas, mas sem sucesso até ao momento da publicação deste artigo.

Rui Rio, candidato à presidência do PSD, recebeu 21 mil euros brutos anuais pelo seu cargo de vice-presidente da mesa da assembleia geral da Ordem dos Contabilistas Certificados, noticiou o “Observador” esta quinta-feira. Segundo o jornal digital, o caso de Rui Rio tem gerado contestação interna, numa altura em que a OCC está em período de eleições.

Pelo menos desde que deixou o cargo de presidente da Câmara Municipal do Porto, em 2013, Rui Rio recebe 1.500 euros como vice-presidente da mesa da assembleia geral. O adversário de Pedro Santana Lopes à liderança do PSD, recebeu 21 mil euros brutos anuais, apesar de só ter marcado presença em três reuniões da assembleia geral entre 2016 e 2017.

O caso de Rui Rio, economista de formação, é único, se for comparado com outras ordens profissionais, onde não há remuneração para elementos da mesa da assembleia geral. Segundo o Observador a situação tem gerado contestação interna.

O eurodeputado pelo PS Manuel dos Santos, atual presidente da mesa da Assembleia Geral da OCC, também é mencionado. O homem que em junho deste ano ficou conhecido por ter chamado “cigana” à deputada do PS na Assembleia da República Luisa Salgueiro,  recebe dois mil euros brutos mensais da OCC (28 mil euros ilíquidos anuais).

Nem nas grandes empresas cotadas, de acordo com o media, o pagamento anual para um membro da mesa da assembleia geral é tão alto.

Face ao noticiado, o Jornal Económico tentou obter uma reação oficial da Ordem dos Contabilistas Certificados, que se encontra atualmente em período de eleições para os respetivos órgãos sociais, mas até á publicação deste artigo não houve qualquer resposta da OCC

Ainda em declarações ao Observador, os atuais candidatos ao cargo de bastonário da OCC, manifestaram intenção de cortar nos salários dos corpos sociais.  Os associados da OCC vão às urnas no dia 20 de dezembro, para eleger novos corpos sociais.

 

Ler mais
Relacionadas

“A Ordem dos Contabilistas deve saber bater o pé à Autoridade Tributária”

José Araújo vai apresentar-se às eleições da Ordem dos Contabilistas Certificados, no final do ano. Defende uma Ordem mais transparente, melhor gerida e que assegure as boas práticas na profissão.
Recomendadas

Augusto Santos Silva frisa que “nada deve impedir” presidenciais na Guiné-Bissau

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, afirmou esta quarta-feira que “nada deve impedir” a realização das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, que vão permitir “fechar um ciclo político” e criar estabilidade no país.

Governo: Novo executivo reúne-se sábado em Conselho de Ministros após tomar posse

O XXII Governo Constitucional, o segundo liderado por António Costa, reúne-se no sábado em Conselho de Ministros, depois de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lhe dar posse numa cerimónia no Palácio da Ajuda.

Brexit: Líderes europeus aceitam pedido de extensão do Reino Unido, mas não dizem por quanto tempo

A informação está a ser avançada pela agência de notícias “AFP”. O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, havia recomendado ao Conselho Europeu para concordar com a extensão da saída do Reino Unido da UE.
Comentários