“Se as tarifas forem muito elevadas para a Madeira o mercado desaparece”, afirma Fernando Pinto

Para o anterior presidente da TAP referiu que a entrada das low cost trouxeram uma revolução nas tarifas que obrigaram as companhias aéreas a se reestruturar.

Clodagh Kilcoyne/Reuters

O antigo presidente da TAP, Fernando Pinto, afirmou que se as tarifas praticadas para a Madeira estiverem muito altas o mercado desaparece.

Para Fernando Pinto a entrada das low cost trouxe uma revolução nas tarifas que obrigaram as companhias aéreas a se reestruturar para dar resposta a este novo negócio.

“Foi isso que aconteceu com a TAP”, acrescentou.

“Se tivermos preços muitos altos para vir para a Madeira o mercado desaparece. A procura depende do valor da tarifa que vamos ter. Em períodos de grande procura vamos ter prelos mais elevados e isso é natural”, explicou o anterior presidente da TAP.

Fernando Pinto disse ainda que na Madeira “existe protecção e um subsídio que limita” a tarifa.

“É uma protecção para evitar tarifas muito altas”, defendeu.”É preciso ver como se resolve os problemas com o subsídio”, reforçou.

Ler mais
Relacionadas

Presidente da Parpublica diz que TAP tem de satisfazer rota da Madeira se o mercado não a assegurar

Na audição parlamentar que decorreu na Assembleia Legislativa da Madeira, Miguel Cruz referiu que quem gere a TAP é o accionista privado embora tenha ressalvado que em termos de enquadramento estratégico o Estado tem uma palavra a dizer.

Presidente da TAP diz que existe distorção sobre tarifas para a Madeira e que preços médios são de 100 euros

Na audição parlamentar Antonoaldo Neves esclareceu que a Madeira “não é uma rota de serviço público” e que os preços módicos estão relacionados com o estímulo da procura e quem sem isso não se consegue adicionar lugares para a Madeira como a TAP tem feito.
Recomendadas

Primeiro Ciclo do Ensino Básico Recorrente tem 463 alunos na Madeira

Estes cursos permitem que adultos de todas as idades adquiram competências básicas de leitura, escrita e cálculo.

Artista Carlos Valente apresenta exposição de pintura aumentada

O artista explica que se trata de concentrar o olhar no pormenor e no fragmento, para destacar elementos plástico-formais que considera exemplares para pensar a técnica, o estilo e as opções temáticas do pintor.

Jardim dos Sabores junta gastronomia e talentos artísticos e culturais madeirenses

A promoção da sustentabilidade ambiental é um dos pilares do projeto, sendo que durante o evento vai ser proibido o uso de palhinhas e de copos de plástico, que dão lugar aos copos reutilizáveis.
Comentários