Sector Empresarial da Madeira volta a perder valor mas baixa passivo

Os activos caíram 3,6% enquanto que o passivo quebrou 2,5%.

Stringer/Reuters

O Sector Empresarial da Madeira (SERAM) voltou perdeu 3,6% a nível do activo, para os 2,6 mil milhões de euros, no terceiro trimestre, em comparação com o período homólogo, mas viu nesse mesmo período o seu passivo diminuir em 2,5%, para os 1,9 mil milhões de euros, diz o boletim da Direção Regional do Tesouro e Orçamento.

A desvalorização dos activos do SERAM baseou-se na quebra de 0,5% e de 19,1%, entre activos não correntes e correntes, apresentada pelas empresas públicas regionais e pelas empresas participadas regionais.

As empresas públicas regionais representam 2,1 mil milhões de euros, em termos de activos para o SERAM, enquanto que as empresas participadas valem 352 milhões de euros.

Em termos de passivo as empresas públicas regionais e as participadas apresentaram uma quebra de 0,4% e de 14,1%, ficando com um montante de 1,6 mil milhões de euros e de 262 milhões de euros.

Recomendadas

Segunda edição das Jornadas do Teatro debate desenvolvimento de novos públicos

O Presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, explica que a temática enquadra-se no trabalho que o Teatro Baltazar Dias tem vindo a desenvolver nos últimos anos, que “não se limita a programar de forma passiva, mas que tem, pelo contrário, investido numa aproximação das pessoas ao Teatro, enquanto edifício e arte”. Fala ainda em recordes de público.

11 hotéis do PortoBay distinguidos pelo hotels.com

Nas distinções estão quatro hotéis do PortoBay na Madeira.

Binter lança campanha para voos entre Madeira, Canárias e Tenerife

A campanha é válida até este sábado para voos realizados em março.
Comentários