Segurança Social diz que paga subsídio de desemprego a 25 de agosto

Após queixas de atrasos no pagamento de subsídios de desemprego, o ministério liderado por Vieira da Silva esclareceu, ao Jornal Económico, que não existe uma data legal fixa para o pagamento e que está a cumprir o calendário estipulado para Agosto.

Hugo Correia/Reuters

A Segurança Social garante que vai processar o pagamento dos subsídios de desemprego a 25 de agosto, após queixas de vários beneficiários da prestação social por alegados atrasos no pagamento deste mês.

As queixas de atrasos no pagamento do subsísido de desemprego foram feitas no Portal Queixa e em grupos na rede social Facebook.

Fonte oficial do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social garantiu, em declarações ao Jornal Económico, que o pagamento se fará dentro do calendário previsto para o mês de agosto.

A mesma fonte esclareceu que não existe uma data legal fixa para o pagamento dos subsídios de desemprego e que o ministério disponibiliza todos os meses na página de internet da Segurança Social, responsável pela gestão do pagamento, o calendário de pagamentos dos subsídios sociais.

O calendário indica que o primeiro processamento do subsídio de desemprego se registou a 16 de agosto e o segundo processamento será feito a 25 de agosto.

“A Segurança Social tem uma data fixa mensal para o pagamento dos subsídios sociais e familiares e pensões, permitindo um melhor planeamento e uma salvaguarda para os beneficiários, na medida em que sabem exatamente o dia em que recebem”, refere o organismo no site.

Ler mais

Relacionadas

Desempregados inscritos no IEFP descem 16,4% face ao ano passado

Há menos 1.914 desempregados inscritos no IEFP face a junho (-0,5%) e menos 81.388 desempregados face a julho de 2016 (-16,4%). Os desempregados com cursos superiores aumentaram em julho face a junho.
Recomendadas

Portugal regista mais 691 casos e três mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

As autoridades sanitárias contabilizaram mais 386 altas nas últimas 24 horas, elevando para 46.676 o número total de pessoas livres do vírus.

Estado de Contingência alargado até 14 de outubro

O Estado de Contingência atual terminaria no final de setembro, indo agora durar mais 15 dias.

Governo prolonga prazos de moratórias até 30 de setembro de 2021

“Setores ligados a alojamento, transportes turísticos estão a ser muito afetados, impacto está a ser muito mais drástico e por isso quisemos beneficiar as empresas destes setores”, esclareceu o ministro da Economia.
Comentários